Siga o Portal do Holanda

Famosos & TV

Ex-namorada acusa participante do BBB19 de agressão; família nega

Publicado

em

Foto: Reprodução/TV Globo

A ex-namorada do biólogo Vanderson Brito, anunciado ontem como um dos participantes do BBB19, está acusando o professor de agressão física e psicológica.

Maíra Menezes, de 27 anos, diz que namorou Vanderson por um ano, cerca de 10 anos atrás, quando as agressões teriam acontecido. A família do acreano nega as afirmações.

Com a notícia de que ele estará no reality show, Maíra se disse chocada e fez o relato do que, segundo ela, aconteceu na época em que os dois namoravam: "Como todo e qualquer relacionamento abusivo começou aos poucos. Aconteceram várias coisas que eu não consigo falar abertamente porque me machucam muito", disse ela, que relatou violência física uma vez e agressão psicológica por várias vezes.

"Ele chegou na minha casa, estava bêbado. Fomos deitar e começamos uma discussão. Ele começou a me empurrar e eu a querer me levantar. Toda vez que eu me levantava ele me empurrava de novo. Até que ele me segurou pelos cabelos e começou a apontar o dedo na minha cara e a gritar comigo", conta. "Na hora, a única coisa que eu pensava era não acredito que isso está acontecendo comigo. Sabe quando você não imagina que isso está acontecendo com você? E justo aquela pessoa que eu amava! Eu era muito nova, muito apaixonada".

"Comecei a gritar e a minha empregada começou a bater na porta porque ele tinha trancado. Foi quando ele me soltou e começou a falar que eu era louca. Peguei as coisas dele e a jogar fora da minha casa. Mandei ele embora", afirma.

Maíra conta que não denunciou o então namorado à polícia na época por conta de vergonha e medo e que as amigas do mesmo círculo social de Vanderson não acreditaram na sua versão. "Me sentia [culpada] várias vezes. Desde ontem fico repensando a imagem porque durante muito tempo fui desacreditada. Tive vergonha e medo [para denunciar]. Fiquei uma semana sem sair de casa e sem pentear os cabelos porque doía o meu couro cabeludo de tão forte que ele puxou"..

Hoje em dia, Maíra diz não sentir mais medo em comentar o caso e afirma que desde que publicou a acusação contra o BBB, três mulheres entraram em contato com ela para dizer que também foram agredidas por ele, mas que não se sentem seguras para terem suas histórias expostas.

"Espero que a Justiça seja feita. Que ele tenha o que merece", afirma, que espera que o ex não permaneça entre os participantes do "BBB19". "Não sei se vão querer outro agressor de mulheres no 'Big Brother'", diz. "Espero que as mulheres denunciem, não só na internet, mas vejam o meu caso. Se tivesse denunciado, eu teria o [exame de] corpo de delito e ele não teria feito outras vítimas. Que as mulheres não tenham medo", conclui.

Ao Uol, a família do biólogo diz que Maíra realmente namorou Vanderson, mas negou as acusações e afirmou que vai entrar com um processo por calúnia e difamação.

"Pela idoneidade dele e criação que tivemos da nossa mãe tenho certeza que ele não fez isso. Essas acusações são falsas. Essa moça tinha muitos problemas psicológicos, tanto é que o caso deles não deu certo. Era uma menina muito agressiva, ciumenta. Vamos tomar as providências e colher as provas", disse a irmã de Vanderson, Vanda Brito.

"Conheço muito bem o meu irmão e ele não é capaz de cometer uma covardia dessa contra uma mulher. Nós, suas irmãs e mãe, não admitiríamos", completou.

Ao se apresentar no BBB19, Vanderson - que é professor doutorando - se diz paciente e conta que foi criado por quatro mulheres: a mãe e as irmãs.

Em nota, a assessoria da Rede Globo se pronunciou sobre as acusações: "A Globo é veementemente contra qualquer tipo de violência, mas cabe às autoridades competentes a apuração de denúncias como a que está sendo feita. Se assim for, a Globo tomará medidas, como já fez em outras edições do programa".

Acabou a chantagem com Manaus. Intervenção nas empresas de ônibus era necessária

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.