Siga o Portal do Holanda
Razões para Wilson Lima  demitir secretário

Razões para Wilson Lima demitir secretário

Publicado

em

A participação da mulher do secretário de Fazenda, Alex Del Giglio,  em empresa onde o principal acionista é o proprietário da Zona Norte Engenharia, que tem contrato de R$ 2,4 bilhões com o governo do Amazonas, não é uma prova apenas de irregularidade - mostra que a atual gestão estadual desconhece limites, que  avançou sobre as facilidades que o poder oferece e atenta contra o interesse público.

Ao contrário da Parceria Público-Privada (PPP), onde pessoa jurídica oferece contrapartidas e assume responsabilidade por investimentos e obras, o que ocorre na relação na qual se insere  a mulher do secretário com o principal fornecedor do estado, é  Parceria Público Patógena, onde a ação é parasitária e o que produz  é a degeneração do bem público.

O secretário de Fazenda pode dizer que não sabia, ou ainda alegar que é absolutamente  republicana a sociedade que a mulher mantém com o empresário {que administra o Pronto Socorro e Hospital Delfina Aziz} em uma empresa de câmbio,  que se trata de um  negócio fora da parceria  com o Estado.  Mas é imoral, indecente  -  pelo cargo que ele, como marido ocupa na estrutura do governo.

Ademais, a empresa onde a mulher do secretário aparece como sócia - a Profit Câmbio e Serviços Financeiros Ltda. foi fundada em dezembro de 2019, quando Del Giglio  já  comandava a Fazenda. 

Há  pouco a explicar e alguma coisa a fazer. Uma delas, a demissão de  Del Giglio  e uma investigação dos órgãos de controle  sobre o nível de atividade dessa empresa de câmbio.


+ BASTIDORES DA POLÍTICA

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.