Sepror participa de Simpósio Internacional na Bahia

Por Portal do Holanda

17/11/2014 14h01 — em Amazonas

Sepror participa de Simpósio Internacional na Bahia

A Sepror irá apresentar o “Selo Verde”, uma certificação inédita concedida pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial aos peixes ornamentais dos municípios de Barcelos e Santa Isabel do Rio Negro, durante o III Simpósio Internacional de Indicações Geográficas , no período de 18 a 21 de novembro, em Ilhéus, no Estado da Bahia.

Na ocasião serão realizadas a 1ª Feira de Interatividade Indicações Geográficas Brasileiras e a Feira das Potencialidades de Indicações Geográficas da Bahia. O engenheiro de pesca Radson Alves, da Secretaria Executiva de Pesca e Aquicultura, representará a secretaria.

‘Selo verde’

O registro de Indicação Geográfica é conferido a produtos ou serviços que são característicos do local de origem e lhes atribui reputação e identidade própria. Além disso, possibilita uma distinção em relação aos similares disponíveis no mercado, pois apresentam qualidade exclusiva em função de recursos naturais, a exemplo do solo, da vegetação, do clima e da maneira de fazer. O “Selo Verde” é o primeiro com Indicação de Procedência Geográfica dado a um organismo vivo.

Segundo o engenheiro Radson Alves, até 2005, eram exportados de 20 a 30 milhões de peixes ornamentais por ano no Amazonas. Atualmente, a estimativa é de 8 milhões. “A redução na exportação se dá principalmente pela reprodução artificial no exterior e no elevado valor do frete. Com a certificação haverá uma maior valorização dos nossos peixes, pois eles terão formas diferenciadas no momento da captura, do transporte e na comercialização”, complementou.

Um aspecto a ser destacado é o benefício que o Selo trará aos piabeiros, denominação dada aos pescadores artesanais, uma vez que eles entregarão a produção diretamente à cooperativa, que fará a comercialização e repassará o valor arrecadado a eles, não necessitando da figura do atravessador.     

Demonstrações

No Simpósio e nas Feiras serão mostrados os instrumentos de pesca do piabeiro, vídeo com temática sobre a pesca ornamental e exposição de peixes vivos como o acará-disco, cardinal, dentre outros.

O III SIIG reunirá personalidades nacionais e internacionais, acadêmicos, estudantes e produtores em palestras, minicursos, exposições de trabalhos científicos, mesas-redondas e debates em que serão abordados os principais desafios e estratégias voltadas à sustentabilidade e à internacionalização de Indicações Geográficas no Brasil e no mundo.

O evento será realizado pela Universidade Estadual de Santa Cruz em parceria com o Instituto Superior de Sustentabilidade e Instituto Biofábrica.