Vitão tem turnê nos EUA adiada por falta de visto

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

24/06/2021 8h36 — em Arte e Cultura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O cantor e compositor Vitão, 21, teve de adiar alguns shows que faria nos Estados Unidos por causa da falta de visto americano. De acordo com comunicado, houve atraso no processo imigratório.

"Diante do impedimento supracitado, a única medida cabível na presente situação, por mais que extremamente dolorosa para o cantor, foi o adiamento dos shows", diz.

A nota da assessoria jurídica de Vitão também desmente que o artista teria desistido de fazer shows. Alguns fãs ficaram chateados pela decisão, pois anteriormente nada havia sido explicado.

"O cantor, desde o inicio, vem cumprindo com as normas e procedimentos necessários junto ao órgão responsável pelo sistema de imigração aos EUA para que a suas performances ocorram de forma regular no país".

A expectativa é para que em breve ele possa retomar as apresentações no país americano. Porém, nenhuma data foi anunciada.

Em fevereiro, Vitão postou vídeo com desabafo nas redes sociais sobre os ataques de ódio que vem sofrendo desde que assumiu o relacionamento com a cantora Luisa Sonza, 22. Nos últimos dias, os ataques de haters pioraram ainda mais desde que ele fez cover da música "Não Deixe o Samba Morrer", imortalizada na voz de Alcione.

Os internautas desaprovaram a interpretação que Vitão deu para a música e criticaram a sua dicção, o que o colocou entre os assuntos mais comentados do Twitter. Internautas chegaram a dizer que o cantor "destruiu a música" e que o samba "acabou de morrer" depois do cover do cantor.

No vídeo publicado no Instagram, Vitão disse que os ataques têm dificultado muito o seu caminho, mexido muito com o psicológico e o emocional. O cantor revelou ainda que ele e a família têm recebido ameaças de morte e até disseram que vão raspar seus longos cabelos.

"Graças a Deus, tenho família, amigos, pessoas que me rodeiam e que me dão força diariamente. Mas, talvez, se eu não tivesse essas pessoas, poderia estar pensado em me matar, assim como aconteceu com outras pessoas que chegaram a se matar por causa do ódio na internet. Sei que nunca serei unânime, mas acho que ódio gratuito pode acabar com a vida de alguém", enfatizou.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Arte e Cultura