Compartilhe este texto

Produtora Brasil Paralelo é quem mais paga anúncios políticos do Google

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

23/06/2022 20h06 — em
Arte e Cultura



SÃO PAULO, SP, E BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A produtora Brasil Paralelo é a anunciante que lidera os gastos com publicidade política no Google Brasil, de acordo com um relatório de transparência divulgado pela empresa de buscas nesta quinta-feira.

O relatório reúne mais de 1.500 anúncios que circularam em plataformas do Google no país, incluindo o YouTube, e nos sites que usam o Google AdSense, serviço de publicidade da plataforma, nos últimos oito meses. A produtora gastou R$ 368 mil em 647 produtos de novembro de 2021 até agora.

Em segundo lugar do levantamento, que aponta um gasto no país de R$ 1,15 milhão, está o Partido da Social Democracia Brasileira, o PSDB, com um investimento de R$ 208 mil.

São Paulo é o estado que mais recebeu investimento da empresa de conteúdo conservador --642 de seus anúncios foram feitos na região, com um gasto de R$ 99 mil. A maioria esmagadora, 95,3%, desse investimento foi em vídeos.

A Brasil Paralelo foi criada há seis anos por um trio de estudantes universitários de Porto Alegre e viu um crescimento meteórico em 2020 com seus documentários de cunho revisionista e conservador.

Em julho de 2020, por exemplo, a empresa lançou o documentário "7 Denúncias: As Consequências do Caso Covid-19", cujo conteúdo se opõe ao isolamento social e ao uso de máscaras.

Segundo reportagem do jornal Folha de S.Paulo, a produtora afirma que não recebe financiamento público e que sua receita vem de assinantes que pagam de R$ 10 mensais pelo Plano Patriota a R$ 49 pelo Núcleo de Formação, que oferece cursos e debates.

Este jornal também revelou que a empresa gastou R$ 3,8 milhões em anúncios no Facebook em um ano, de agosto de 2020 ao mesmo mês de 2021.

Foi um anúncio do Plano Patriota que recebeu o maior valor da empresa no período monitorado pelo Google. O anúncio de 30 de abril recebeu entre R$ 35 mil e R$ 40 mil.

O maior salto de investimento da produtora foi no mês passado, junho, quando gastou R$ 192 mil desse montante.

O relatório de transparência da empresa chega ao Brasil mais tarde do que em outros países. Nos Estados Unidos, o relatório de transparência já é disponibilizado desde 2018. Ele também já estava disponível na União Europeia, no Reino Unido, em Israel, na Austrália, na Índia, na Nova Zelândia e em Taiwan.

Segundo o Google, entram no relatório anúncios que se referem a partidos políticos, a candidatos a cargos no nível federal ou ainda a ocupantes desses cargos. Estão sendo considerados os postos de presidente, vice-presidente, senador e deputado federal.



O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Arte e Cultura

+ Arte e Cultura