Compartilhe este texto

Festival de Berlim 2022 anuncia Claire Denis, Hong Sang-soo e filmes brasileiros

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

19/01/2022 10h06 — em
Arte e Cultura



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Festival de Berlim, um dos principais eventos cinematográficos do mundo, anunciou na manhã desta quarta-feira (19) os filmes que estarão na mostra principal de sua 72ª edição, marcada para acontecer de forma presencial entre os dias 10 e 16 de fevereiro.

Entre os destaques da mostra competitiva, que contempla os filmes que estão na disputa pelo Urso de Ouro, estão os novos trabalhos de cineastas badalados, como o sul-coreano Hong Sang-soo e os franceses ​François Ozon e Claire Denis. Os longas são, nesta ordem, "The Novelist's Film", "Peter von Kant", que abrirá o evento, e "Avec Amour et Acharnement", este estrelado por Juliette Binoche e Vincent Lindon.

Completam a mostra competitiva "A E I O U - A Quick Alphabet of Love", de Nicolette Krebitz, "Alcarràs", de Carla Simón, "Rimini", de Ulrich Seidl, "A Piece of Sky", de Michael Koch, "Everything Will Be Ok", de Rithy Panh, "La Ligne", de Ursula Meier, "Leonora Addio", de Paolo Taviani, "Les Passagers de la Nuit", de Mikhael Hers, "Before, Now & Then", de Kamila Andini, "Rabiye Kurnaz vs. George W. Bush", de Andreas Dresen, "Robe of Gems", de Natalia López Gallardo, "Un Año, Una Noche", de Isaki Lacuesta, "Un Été Comme Ça", de Denis Côté, "Return to Dust", de Li Ruijun, e "Call Jane", de Phyllis Nagy, que tem Elizabeth Banks, Sigourney Weaver e Kate Mara no elenco.

Os brasileiros ficaram de fora da seleção principal, mas aparecem em mostras paralelas. Na Panorama está Flávia Neves, com "Fogaréu", que fala sobre as estruturas coloniais e a desigualdade que resistem no interior do Brasil.

Na Forum, "Mato Seco em Chamas" é uma coprodução entre Brasil e Portugal comandada por Adirley Queirós e Joana Pimenta, e "Três Tigres Tristes" tem direção de Gustavo Vinagre. Na Forum Expanded, Rafael Castanheira Parrode apresenta "O Dente do Dragão". Entre os curtas, há "Se Hace Camino al Andar", de Paula Gaitán, e "Manhã de Domingo", de Bruno Ribeiro.​

Ao todo, são seis produções brasileiras em exibição no evento, um número maior que o das duas últimas edições, mas ainda inferior a 2019, quando 12 títulos nacionais foram selecionados, incluindo "Divino Amor" e "Marighella".

Ainda ganharão exibição na Berlinale deste ano, fora da competição, os longas "Good Luck to You, Leo Grande", estrelado por Emma Thompson, "The Outfit", com Mark Rylance, "À Propos de Joan", com Isabelle Huppert, e o novo terror de Dario Argento, "Dark Glasses", que tem sua filha, Asia Argento, no elenco.

O Festival de Berlim deste ano ocorrerá de forma presencial, apesar do aumento dos casos de Covid-19 na Alemanha. Entre as novas medidas de segurança anunciadas estão o banimento de festas e outros eventos com aglomerações, a necessidade de apresentar comprovante de vacinação e testes de detecção do vírus e redução da capacidade das salas de cinema para 50%.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Arte e Cultura

+ Arte e Cultura