Após fim de inquérito, ex-bailarina do Faustão processa envolvidos na prisão dela

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

23/07/2021 16h36 — em Arte e Cultura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Ministério Público de Santa Catarina pediu o arquivamento do inquérito contra a ex-bailarina do Faustão, Natacha Horana, 29. Detida por desacato em julho de 2020 durante uma suposta festa em Balneário Camboriú (SC), ela assinou um termo circunstanciado e foi liberada em seguida.

Horana estava com cerca de dez amigos em um apartamento alugado, quando guardas municipais foram acionados por vizinhos que se queixaram do som alto. Segundo a assessoria da bailarina, os agentes estavam exaltados e entraram no imóvel sem permissão de ninguém que estava no local.

A bailarina afirmou, por meio de sua assessoria, que não participava da festa e estava em seu quarto, por isso, não achou que precisaria abrir a porta do cômodo aos guardas, que acabaram arrombando-a. Em nota, a equipe de Horana afirmou à época que os guardas a algemaram de forma arbitrária e a levaram à delegacia.

O promotor de justiça responsável pelo caso reconheceu que Horana não cometeu qualquer infração ou contravenção penal, destacando que não há nos autos provas de que ela realmente estivesse envolvida em aglomeração de pessoas no imóvel. "Acolho a manifestação do Ministério Público e determino o arquivamento destes autos, ressalvada a possibilidade de desarquivamento", determinou o juiz Roque Cerutti em sentença emitida nesta quarta-feira (21).

O advogado da bailarina, Daniel Bialski, afirmou na época da prisão que pequenas reuniões não estavam proibidas na cidade e que houve enorme truculência, invasão de domicílio e abuso de autoridade por parte de alguns agentes públicos que participaram da ação.

"Felizmente, apesar da delonga, se reconheceu que Natacha não cometeu ilicitude alguma. Na época, solicitamos a abertura de apurações junto aos órgãos correcionais, as quais estão em andamento. Esperamos que aqueles que efetivamente abusaram do poder, sejam punidos", disse o advogado.

Bialski falou à reportagem que a bailarina buscará na Justiça indenização e retratação pela injustiça da qual foi vítima. "Há inquérito em andamento contra os abusos cometidos. E ela vai sim processar civilmente pelos danos, seja os agentes públicos, seja aqueles que a caluniaram e difamaram", concluiu.

Em 2018, Horana acabou se envolvendo numa polêmica com o ator Sérgio Malheiros, 28, durante sua participação no quadro Dança dos Famosos. Ele pediu que a produção do programa trocasse sua parceira de dança após uma série de resultados ruins, alegando falta de entrosamento com ela.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Arte e Cultura