Autor assume que ‘matou’ Marina Ruy Barbosa em novela por não raspar cabelo

Por Portal do Holanda

20/08/2020 9h33 — em Famosos & TV

Foto: Reinaldo Marques - Globo / Divulgação

Sete anos depois, o autor Walcyr Carrasco assumiu que ‘matou’ a personagem de Marina Ruy Barbosa na novela “Amor à Vida” (2013) porque a atriz se recusou a raspar a cabeça.

Na época, o caso virou polêmica já que vários sites noticiaram que Walcyr havia ficado irritado com a decisão e por isso dado a morte como desfecho para o personagem de Marina, Nicole.

Em uma live com a revista “Caras”, no Instagram, Walcyr admitiu os rumores da época. “Quando ela aceitou o papel, ela tinha combinado que cortaria o cabelo. Tinha combinado verbalmente que cortaria quando aceitou o papel. Ela foi fazer o papel e a história [do corte] foi chegando. Ela não avisou com tanta antecedência que não ia cortar”, contou.

“Se ela tivesse, a certa altura, avisado com muita antecedência, eu teria sabido orientar a história para outro lugar”, disse acrescentando que já havia escrito 30 capítulos com o enredo.

“Na minha história, a personagem dela já estava à beira da morte. Não tinha mais jeito, porque eu teria que desfazer toda a história já escrita, o que não é o problema. Falaram: 'O Walcyr ficou com preguiça'. Não, não fiquei com preguiça”, disse.

“Envolve a produção da novela, que já preparou cenário, já chamou os atores. Quer dizer, tem tanta coisa envolvida que não é uma coisa de: 'Volta atrás 30 capítulos e pronto'. Não. Então, não tinha jeito a não ser matar a personagem dela”, explicou.

“O público hoje é muito informado. Todo mundo sabe a amplitude do câncer. Pela descrição que eu tinha dado, o tratamento quimioterápico acabaria com o cabelo [de Nicole]. Se eu não cortasse, ia ser um jogo duro. Não ia ficar verossímil. Então, o jeito foi matar. Foi o que eu fiz. Eu não sabia mais o que fazer”, relembrou.

“Foram cinco dias e eu tinha que mudar toda a história. Entendeu? Se tivessem me preparado um mês antes, existe um time de peruca americana, que é uma peruca que parece que a pessoa está sem cabelo. Então, teria dado para encomendar esse material”, contou.

O novelista admitiu que ficou chateado com Marina. “Fiquei chateado, mas isso não quer dizer que não considero a Marina uma boa atriz, além de muito bonita. E não quer dizer que não trabalharia com ela de novo, desde que as coisas fossem todas conversadas antes. A Marina tem feito papéis que funcionam muito bem no ar”, finalizou.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Famosos & TV