Casarão Cassina é finalista em prêmio internacional de arquitetura

Por Portal do Holanda

16/06/2021 8h52 — em Agenda Cultural

Foto: Divulgação

Manaus/AM - O Casarão da Inovação Cassina, localizado no Centro Histórico de Manaus, obra da Prefeitura de Manaus, está concorrendo ao prêmio internacional Architizer A+ Awards, no 9º Prêmio Anual A+, o maior programa de premiação que celebra o melhor da arquitetura do mundo.

A premiação anunciou os finalistas, escolhidos entre mais de 5 mil projetos de mais de cem países, com a seleção de incríveis 470 concorrentes, que foram divididos em 94 categorias, cada um alcançando altas pontuações nos três principais critérios de julgamento: forma, função e impacto.

O Cassina concorre na categoria “Arquitetura e Preservação”, disputando a final com representantes da Espanha, França e Estados Unidos. Apenas dois projetos brasileiros, incluindo o Casarão, participam do Architizer A+ Awards. O outro é de São Paulo e concorre na categoria “Apartamento”, o DN Apartament da BC Arquitetos.

“O Casarão'', que está concorrendo ao prêmio, é um grande ícone e indutor das diretrizes da gestão David Almeida. É um símbolo que deve ser elogiado, cultuado e ser seguido para novos projetos. O Implurb segue nesse alinhamento e o prefeito vai anunciar, no próximo dia 17, uma série de ações e empreendimentos na área central que elevam este patamar que o Cassina deu início”, afirma o diretor-presidente do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), engenheiro Carlos Valente.

Os projetos que serão lançados vão se somar ao trabalho que o Casarão da Inovação Cassina desenvolveu, fundamental e importante, que mostra para toda a cidade e para o mundo o valor de resgatar memórias e ícones históricos e arquitetônicos de uma cidade que tem a pujança como Manaus.

“Torcemos e pedimos o voto pela internet. É muito importante para toda a cidade e o Implurb se sente feliz em fazer parte deste grande trabalho, que busca resgatar e revitalizar o Centro Histórico de Manaus”, pontua Valente.

Votação

O prêmio internacional conta com escolha do júri, para formação dos finalistas, e voto popular.

A votação pública está aberta até o próximo dia 25, e o Casarão da Inovação Cassina conta com o voto dos amazonenses e brasileiros. Os vencedores da votação pública de cada categoria garantirão o altamente cobiçado Prêmio Popular Choice A + e garantirão seu lugar entre a melhor arquitetura do mundo em 2021.

Na categoria Arquitetura e Preservação, o Casarão da Inovação Cassina é um dos cinco finalistas no prêmio público. A votação pode ser feita no link: https://bit.ly/2Suh9r6.

 

Casarão

O Casarão da Inovação Cassina é administrado pela Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), possui salas de reuniões, espaço coworking com 54 estações destinadas a equipes de quatro a seis pessoas, sala de amostra, duas salas de cocriação, lounge, sala de formação e espaço café. Ao longo da instalação, jardins naturais podem ser encontrados no terraço, primeiro pavimento, térreo e subsolo.

 

Na gestão David Almeida, o espaço passou a ser um centro de empreendedorismo e inovação de desenvolvimento tecnológico, para fomento de pequenas empresas emergentes conhecidas como startups, sendo o carro-chefe do núcleo inicial do Distrito de Inovação, no Centro Histórico de Manaus.

Finalistas

Os finalistas do Architizer A+ Awards deste ano pintam um quadro convincente de como é a arquitetura contemporânea de alta qualidade, revelando novas maneiras pelas quais os arquitetos estão respondendo aos desafios globais mais urgentes da atualidade.

De clínicas pop-up para pacientes Covid-19 a centros educacionais para estudar as mudanças climáticas, existem dezenas de projetos que refletem o desejo coletivo de atender às necessidades da sociedade por meio do design.

Embora os projetos variem enormemente em programa, geografia e natureza formal, eles compartilham pelo menos uma semelhança - todos empregam inovação.

 

Projeto

Parte do imaginário coletivo arquitetônico dos amazonenses, a obra de restauro do antigo Hotel Cassina foi realizada com recursos próprios da Prefeitura de Manaus. A edificação é o encontro de uma restauração histórica com a arquitetura de reutilização adaptativa, em quatro pavimentos e uma área de aproximadamente 1.600 metros quadrados.

Foi pensando em prover a capital de um espaço eficaz para as pessoas e negócios, preservando a história do ambiente construído, suas marcas e beleza, que o projeto se torna novamente único e atraente. 

A intervenção proposta para o prédio criou um imóvel resolutamente contemporâneo, porém em harmonia com o patrimônio. As três fachadas, antes tomadas pelo abandono de anos e pela vegetação, fazem parte do imaginário do manauense.

O pavimento superior apresenta um espaço para café/restaurante recuado em relação ao plano das fachadas, com vista privilegiada aos usuários, que vão poder apreciar a praça Dom Pedro II e suas copas de árvores, o Teatro Amazonas, o Centro, o Museu da Cidade e o rio Negro a partir do terraço panorâmico.

A obra teve projeto licitado pelo Implurb e aprovado junto ao Instituto de Patrimônio Histórico Nacional (Iphan). O projeto é de autoria do arquiteto Laurent Troost, com equipe de apoio e referência: Rejane Gaston, Juliana Leal, Erick Saraiva, Nayara Mello, Eloisa Serrão, Elter Brito, Victor Marques, Marcelo Costa, Ingrid Maranhão Tiago, Eduardo Correa, Amanda Pereira e Fernanda Martin.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Agenda Cultural