Compartilhe este texto

Rede social de ensino investe no conceito de aula com conteúdo individualizado

Por Estadão Conteúdo / Portal do Holanda

22/01/2022 10h00 — em
Variedades



Educação, um dos grandes pilares da vida em sociedade, também está em constante transformação e, nos últimos anos, deu um salto em direção ao mundo digital. Essa fronteira foi impulsionada ainda mais durante a pandemia com o surgimento de novas formas de ensino a distância que conectam e facilitam a troca de informação. A tendência é que esta onda ganhe força, como prevê a empresa de pesquisas de mercado Global Market Insights, em relatório que demonstra que, em 2027, a área pode chegar a movimentar US$ 1 trilhão por ano. São cursos online, aulas a distância e novas iniciativas que prometem mudar a forma como aprendemos.

É neste cenário que nasce a Bettaself, rede social brasileira que chega com a promessa de revolucionar a forma de ensinar e aprender, ao conectar pessoas com diferentes vivências e que desejam trocar informações entre si.

"A ideia da criação da Bettaself veio através de muita observação do mercado da educação como um todo. Percebemos que a transmissão do conhecimento era algo detido por grandes universidades ou por grandes autores de livros, quando na verdade hoje em dia entendemos que todo mundo tem algo para ensinar ou algo para aprender. A grande diferença é que quem busca algum conhecimento específico muitas vezes não quer mais toda aquela adjacência em torno de um conteúdo e deseja apenas descobrir sobre algo mais pontual", explica Álvaro Schocair, uma das mentes por trás do aplicativo. "Entendemos que o aluno de hoje em dia quer o conhecimento para solucionar o problema que ele está vivendo na vida neste momento, nem mais nem menos, nem antes nem depois. Por isso, partimos do pressuposto de que todos têm algo a ensinar e de que todos querem aprender alguma coisa", complementa.

Já em pleno funcionamento - com milhares de membros ativos -, a nova rede social permite que, com apenas alguns cliques, o usuário defina seus pontos de interesse e se depare com uma grande oferta de cursos rápidos. Seja empreendedorismo, música, moda ou decoração, a plataforma conta com inúmeras opções de temas e especialistas que disponibilizam horas do seu tempo para sessões online e ao vivo. "Lá, você disponibiliza um tempo do seu trabalho para que qualquer pessoa possa adquirir para conversar com você. Se você quer aprender algo, pode buscar um mentor e descobrir com ele o que você precisa. Muito mais do que um vídeo da internet, você tem a oportunidade de fazer as perguntas certas individualmente para a pessoa com o conhecimento que você precisa", complementa Álvaro.

Troca

A ideia de troca de informações, de ensinar e aprender online, é algo que já está presente no mundo digital há anos. Pense em influenciadores que ganharam legiões de seguidores dispostos a assistir tutoriais, se inspirar com dicas ou então ampliar seus horizontes por meio do celular. O conceito de troca e compartilhamento é intrínseco às redes sociais, mas até agora só era possível em um movimento que é de um para muitos.

A cada dia, vemos novos conceitos serem abordados e, ao trabalhar com a educação um a um, aplicativos como a Bettaself mudam o jogo, se utilizam das dinâmicas das redes sociais de uma forma nova e abrem espaço para o surgimento de empreendedores e influenciadores de um novo mundo. Pode parecer clichê, mas a máxima "a educação transforma" segue sendo absolutamente verdadeira, no mundo analógico e no digital.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Variedades

+ Variedades