Recuo de Paes mantém política de Uber e 99 de não cobrar vacinação de motoristas e passageiros

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

07/12/2021 13h05 — em Variedades

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O recuo do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), permitiu que Uber e 99 continuem sem cobrar de seus motoristas e passageiros o comprovante de vacinação contra a Covid-19.

Desde o início da pandemia, os aplicativos têm exigido o uso de máscaras no interior dos veículos, conforme os protocolos das autoridades sanitárias. O mesmo não é feito em relação à cobrança pela imunização, defendido por especialistas.

Paes publicou decreto ampliando a exigência de apresentação do comprovante de vacinação, incluindo transporte por aplicativo. Ele depois recuou da medida em razão das críticas.

Em nota, a 99 afirmou que "incentiva a vacinação" e "se mantém à disposição do governo do Rio de Janeiro para um diálogo construtivo sobre como medidas de saúde e segurança podem ser aplicadas no serviço de transporte por aplicativo".

A empresa disse também que pesquisa realizada entre julho e agosto apontou que 80% dos motoristas de aplicativos declararam ter se vacinado.

A Uber não respondeu aos questionamentos sobre o tema.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Variedades