Compartilhe este texto

Hospital psiquiátrico de Porto Alegre recebe pessoas resgatadas após enchentes no Sul

Por Folha de São Paulo

27/05/2024 12h56 — em
Variedades



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Hospital Psiquiátrico São Pedro, em Porto Alegre, está sendo usado como ponto de acolhimento a resgatados, apoio logístico às atividades da saúde e alojamento de voluntários da Defesa Civil.

O hospital não foi atingido pelas cheias e acolheu 59 pessoas desabrigadas de Porto Alegre, Eldorado Sul e Canoas. Os resgatados receberam atendimento imediato de psicologia e assistência social, incluindo a busca por familiares, e atendimento da equipe de enfermagem, de médico clínico e psiquiátrico.

O Hospital São Pedro também serviu de alojamento emergencial para 14 voluntários da Defesa Civil do Mato Grosso do Sul, além de ter cedido instalações para o Departamento Estadual de Assistência Farmacêutica (DEAF), da SES (Secretaria Estadual de Saúde), que faz a gestão da distribuição de medicamentos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Ao menos 13 municípios tiveram todas unidades básicas de saúde comprometidas e em outros 220 houve danos parciais que prejudicam os atendimentos. Nos últimos anos, o estado já convivia com um baixo índice de aportes e penava para atingir o mínimo de 12% de investimento da receita corrente bruta no setor.

As enchentes causaram problemas em série no sistema de saúde, como a suspensão de cirurgias e procedimentos eletivos, abastecimento de água por caminhões pipa, dificuldade para recebimento de oxigênio e alimentos e funcionários dormindo nos locais de trabalho porque suas casas estão debaixo d’água.

Outro desafio é a logística, em razão de estradas bloqueadas e municípios isolados. O comprometimento de hospitais obrigou o estado e municípios a transferirem, em alguns casos de helicóptero, pacientes em situações de urgência, como gestantes próximas ao parto e aqueles que necessitam de sessões de diálise e que estavam isolados.

Há também problemas peculiares causados pelas enchentes. Em Muçum, a cerca de 115 km de Porto Alegre, por exemplo, a prefeitura tem trabalhado do hospital municipal. A cidade ficou mais de 10 dias sem luz e o único ponto com energia na cidade era o hospital devido a um gerador. O trabalho do local, portanto, ficou comprometido.

Segundo a SES, as atividades extras não interferiram na rotina dos serviços assistenciais do hospital. Nele, funcionam atendimentos ambulatoriais, internação para casos agudos e reabilitação por meio de iniciativas como a Oficina de Criatividade e Jardim Terapêutico, além de atividades de ensino e pesquisa.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Variedades

+ Variedades