Conheça o asteróide que pode destruir os humanos se vir em direção a Terra

Por Portal do Holanda

21/06/2021 16h43 — em Variedades

Foto: Pixabay

O asteróide que tinha o nome de (40210) 1998 SL56, passou a se chamar (40210) Peixinho, por decisão de um grupo de especialistas em astronomia da União Astronômica Internacional (UAI).

Ele foi descoberto em 16 de setembro de 1998, numa campanha de observações do Observatório de Lowell, nos Estados Unidos. Ele pertence à Cintura de Asteroides, entre as órbitas de Marte e Júpiter, e orbita o Sol a uma distância média três vezes superior à que separa o Sol e a Terra, completando a órbita em cerca de 5,3 anos

Nuno Peixinho é um astrofísico da Universidade de Coimbra, sendo o único português na lista de numerosos cientistas que a atribuíram a pequenos corpos celestes em junho sob a orientação da astrônoma portuguesa Teresa Lago (UAI).

IA disse em um comunicado que o asteróide Peixinho “é uma espécie de asteróide, e se voar para a Terra, pode causar um evento de extinção em massa."

"Sabendo que existe um asteróide no espaço do mesmo tamanho que o asteróide que colidiu com a Terra 66 milhões de anos atrás e causou a extinção em massa do Cretáceo-Paleógeno, incluindo os famosos dinossauros... Não tenho nada a dizer”.

De acordo com IA, existem mais de 1 milhão de pequenos corpos celestes no sistema solar que foram incluídos no catálogo. Cerca de 500.000 têm nomes permanentes, mas apenas 22.505 têm nomes.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Variedades