Xiaomi é acusada de espionar usuários e coletar dados até no modo anônimo

Por Portal do Holanda

02/05/2020 15h02 — em Tecnologia

Foto: Unsplash

Os celulares da Xiaomi estão coletando dados de navegação de seus usuários até no modo anônimo, acusaram especialistas em segurança à revista Forbes. Segundo Gabi Cirlig, os seu comportamento online estava sendo vigiado de forma abusiva e vários tipos de dados de dispositivos eram coletados indevidamente. Ele afirma que dados não consentidos de seu celular foram enviados a servidores remotos do Alibaba, outra empresa de tecnologia chinesa. 

Além de gravar os termos buscados no Google e DuckDuckGo, serviço de pesquisa focado em privacidade, o celular estaria registrando quais pastas ele abriu e para quais telas passou. 

Outro pesquisador observou que nagevadores da Xiaomi como o Mi Browser Pro e Mint Browser estavam também coletando os dados. Ambos os pesquisadores concluem que a invasão dos navegadores da empresa são "muito piores do que qualquer um dos principais navegadores" existentes.

Em resposta às acusações, a Xiaomi afirma que a reportagem da Forbes deturpa os fatos e que a  segurança e a privacidade de seus usuários estão entre as prioridades da empresa. "Todos os dados coletados são baseados na permissão e no consentimento explícitos dos usuários. Além disso, garantimos que todo o processo é anônimo e criptografado.", diz a nota.  "A Xiaomi hospeda informações em uma infraestrutura de nuvem pública que é comum e bem conhecida no setor", completa.