Cientistas apontam risco de sequelas em pacientes recuperados da Covid-19

Por Portal do Holanda

20/10/2020 12h33 — em Saúde e Bem-estar

Falta de ar e problemas no coração -Foto: Ilustrativa

Um estudo divulgado no Journal of the American College of Cardiology, mostra que pessoas que contraíram o coronavírus podem ficar com sequelas no coração e pulmões até 12 meses após a recuperação.

De acordo com os cientistas, o vírus é capaz de alterar a coagulação sanguínea, o que acaba prejudicando diretamente os pulmões, responsáveis pela oxigenação do mesmo.

Além disso, o coração também fica como o processo de bombeamento comprometido. O caso é ainda mais preocupante em pessoas obesas o que possuem excesso de açúcar, gordura no sangue, bem como pacientes que precisaram e sedação e ventilação durante o tratamento.

Os pulmões são os órgãos mais afetados, uma vez que uma análise minuciosa tem constatado que muitos dos recuperados se cansam facilmente e apresentam falta de ar mesmo diante de exercícios simples. Os especialistas alertam a necessidade de redobrar a atenção e se cuidar ainda mais.