Suspeito de mandar matar homem que lhe devia dinheiro é preso no Amazonas

Por Portal do Holanda

13/01/2021 15h12 — em Policial

O crime ocorreu no dia 4 de janeiro deste ano - Divulgação

Manaus/AM - France Daik Sinfronio Batista, 37, foi preso nesta quarta-feira (13), em Manacapuru, em cumprimento a mandando de prisão preventiva por envolvimento no homicídio qualificado de Jacó Pinheiro de Araújo, que tinha 25 anos. O crime ocorreu no dia 4 de janeiro deste ano, por volta das 19h, no ramal do Chicão, no Km 25 da rodovia estadual AM-352.

 

Segundo o delegado Rodrigo Torres, titular do DIP de Manacapuru, France foi o mandante do crime, que contou com a participação de Emerson Almeida de Araújo, 20, já preso pelas equipes, e Andrey Souza da Gama, 18, que segue foragido. Torres informou que as diligências em torno do delito iniciaram após a família da vítima registrar um Boletim de Ocorrência (BO) na delegacia informando o homicídio.

“Com base nas informações, imediatamente nos deslocamos até o ramal, onde descobrimos as circunstâncias do delito, os autores e a motivação. As investigações apontaram que Jacó estava devendo uma quantia em dinheiro para France Daik, o mandante do crime, por ele ter utilizado um forno utilizado para produzir carvão, vendido o produto e não ter repassado o dinheiro a ele, que era o dono”, disse o delegado.

Ainda segundo o delegado, no mesmo dia do delito, os autores se reuniram e durante a conversa, France Daik ofereceu recompensa de R$ 2 mil para que Emerson e Andrey matassem Jacó, o que de fato aconteceu naquele mesmo dia. Porém, o valor não chegou a ser repassado para os infratores, não havendo tempo hábil para que isso ocorresse, já que as investigações se iniciaram de imediato.

O mandado de prisão preventiva em nome deles foi solicitado à Justiça e foi expedido no dia 6 de janeiro, pela Comarca de Manacapuru. Após ser expedida a ordem judicial, Emerson foi preso e confirmou toda a ação criminosa. O delegado relatou que em continuidade aos trabalhos, France Daik foi localizado nesta quarta, na Comunidade da Sharp, bairro Armando Mendes, zona leste de Manaus.

“Para realizar a prisão dele, contamos com o apoio dos policiais civis do 30° DIP. Durante a ação, o infrator tentou se passar por outra pessoa, mas ele foi reconhecido pela equipe. Já o terceiro suspeito, Andrey, continua foragido, e vamos continuar as diligências para localizá-lo”, relatou Torres.

France Daik e Emerson irão responder por homicídio qualificado. Eles permanecerão na carceragem da DIP de Manacapuru, à disposição da Justiça.


+ Policial