Mulher e genro são presos suspeitos de enterrarem corpo de bebê no quintal

Por Portal do Holanda

18/09/2020 19h49 — em Policial

Criança estava enterrada no quintal Foto: TV Anhanguera

Uma mulher de 43 anos, e o genro de 26, foram presos suspeitos de ter enterrado uma recém-nascida, em Goiânia. A polícia quer descobrir se a bebê estava viva no momento que foi colocada dentro de um saco plástico e escondida no quintal.

O corpo foi descoberto após uma ligação anônima para o Conselho Tutelar, que relatava que a mulher suspeita entrou em trabalho de parto dentro da residência. Após minutos, o denunciante contou ainda que ouviu o choro de um bebê, e vozes questionando onde enterrar a recém-nascida.

Para um site do sistema Globo, a conselheira contou que, quando a equipe chegou à casa da mulher e encontrou o local onde o recém-nascido fora enterrado, ainda tinha esperança de que o bebê pudesse estar vivo.

“Na hora que eu vi, nem eu mesma acreditei. A gente, como mãe, pensa que ainda vai estar vivo, ainda vai estar bem. Mas, infelizmente, não foi isso que a gente achou”, contou a conselheira ao site.

Já a delegada Ana Elisa Gomes, titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), responsável pela investigação, disse que a equipe que foi à casa encontrou sangue em algumas partes da residência e em sacos de lixo.

“Precisamos da conclusão dos laudos periciais, principalmente do laudo cadavérico do corpinho do bebê, porque se o bebê estava vivo e eles fizeram algo para matá-lo, a gente tem um possível crime de infanticídio ou homicídio - além da ocultação de cadáver, que é o crime pelo qual eles já foram autuados”, finalizou.