Motoboy é indiciado por divulgar vídeos íntimos após encontros com mulheres

Por Portal do Holanda

22/07/2021 11h39 — em Policial

Vítimas nem sabiam que estavam sendo gravadas - Foto: Divulgação

Um motoboy de 36 anos foi indiciado por divulgar em grupo de whatsApp, vídeos e fotos de mulheres com quem mantinha relações sexuais ou saía para encontros casuais no Distrito Federal, em Brasília.

O compartilhamento acontecia sem o consentimento delas e na maioria das vezes eram acompanhados de frases e expressões depreciativas. Em algumas o motoboy chegava a dar nota ou fazer algum tipo de enquete.

O suspeito foi denunciado pelos próprios participantes do grupo que tinha 50 pessoas. Eles contaram que o motoboy fazia isso há anos e que a maioria das mulheres sequer sabiam que estavam sendo gravadas ao manterem relações com ele. Uma das vítimas contou à polícia que tomou conhecimento da exposição após algumas pessoas entrarem em contato com ela por meio do aplicativo revelando a situação.

Segundo o G1, a polícia afirma que o acusado estava acostumado a filmar os encontros e a intimidade com elas mesmo sem permissão. Ele foi preso em flagrante e confessou o ato, mas justificou que não sabia que era crime. Desde a denúncia, várias vítimas procuraram a delegacia, mas a polícia acredita que ainda há muitas outras.

"A gente se revoltou com o tanto de pessoas que ele fica expondo, todo mundo tem mãe, tem irmã, pessoas que entram nesse aplicativo, pessoas que saem de um relacionamento e entram com esperança de conhecer alguém", desabafou uma das participantes do grupo que denunciou o homem. 

 

 

 


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Policial