Siga o Portal do Holanda

Senadores prestam solidariedade a Vanessa

Publicado

em

Por

A sessão do Senadonesta quarta-feira acabou se transformando num ato político de solidariedade à senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), candidata à prefeita de Manaus. Ontem (11), antes do debate da TV Em Tempo, ela sofreu agressões de cabos eleitorais supostamente ligados ao  PSDB que jogaram ovo e cuspiram na candidata. A senadora levou fotos ao plenário do grupo de pessoas de onde partiu a violência.

“Foi um ato planejado, um ato que partiu de um grupo que foi para a frente da emissora de forma organizada, (...) a serviço de um candidato concorrente, portava bonecas que representavam bruxas, cartazes denegrindo a minha imagem e ovos na mão (...). Sofri uma agressão como nunca a cidade de Manaus viu nos últimos tempos”, discursou a senadora.

 Ela expediu um ofício ao presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), para que reforce um pedido de apuração feito à polícia e ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Amazonas.

“Não compreendemos como possa ser vítima de uma agressão dessa natureza, porque ela não só a atinge, mas atinge todos nós e o País, porque os costumes políticos que levam a esse tipo de procedimento realmente denigrem o próprio País, onde estamos assistindo, e temos assistido sempre, à festa da democracia, que têm sido as eleições. Senadora Vanessa, a senhora teve a solidariedade da Casa, de todos nós, e acredito que terá do povo amazonense”, disse Sarney, após outros se posicionarem.

Primeiro a prestar solidariedade, o senador Eduardo Braga (PMDB-AM), lembrou que os amazonenses não têm a tradição de um povo truculento e agressivo. “Não conheço isso na história de 30 anos da vida pública do Amazonas”, reagiu.

Denúncia

Ao prestar solidariedade à colega, o senador Magno Malta (PR-ES) fez uma denúncia: “Quero dizer ao Brasil e à senadora que o que estão preparando para ela ou o que tentavam preparar é absolutamente pior. Tenho recebido no meu gabinete telefonemas. E já recebi uma equipe de gravação, vinda de Manaus, para me gravar, dizendo-me que eu deveria fazer uma palavra, falando tão somente que eu afirmava que a senadora Vanessa Grazzotin era a favor do aborto”, acusou. “Nunca conheci a senadora como abortista. E, se fosse, eu não o faria”.

“Receba de mim este apoio. Eu precisava revelar em plenário os convites e os apelos que tenho recebido, dizendo o seguinte: se você gravar isso e entrar no ar em Manaus, acaba a campanha de Vanessa Grazziotin. Isso é muito indigno, senhor presidente!”, protestou Malta.

 O ex-ministro Alfredo Nascimento (PR-AM), que apoia o candidato do seu partido em Manaus, fez o que ele considerou o primeiro pedido ao governador Omar Aziz para que a Secretaria de Segurança do seu governo “instale imediatamente uma investigação para apurar os responsáveis por esse ato desonesto cometido contra a senadora Vanessa”.

A vice-presidente do Senado, Marta Suplicy (PT-SP), que assume amanhã (13) como ministra da Cultura, reagiu com indignação: “E eu digo uma coisa, senador Eduardo Braga: alguém que faz isso com uma adversária – com qualquer adversário, mas com uma adversária – perdeu a eleição ali! Eu acredito que nós temos que ser respeitados como políticos, e mulheres políticas têm que ser respeitadas muito mais! Toda a minha solidariedade, senadora Vanessa, e tenho certeza de que o povo de Manaus saberá honrá-la”.

 Ainda prestaram solidariedade à senadora, Ana Amélia (PP-RS), João Capiberibe (PSB-AP), Lídice da Mata (PSB-BA) e Eduardo Suplicy (PT-SP).

NULL

+

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.