Siga o Portal do Holanda

Manaus

Pedido de vista adia caso Ronaldo Andrade

Publicado

em

Por

Manaus ( Portal do Holanda) - A novela do julgamento do recebimento da denúncia contra o promotor Ronaldo Andrade continua. O desembargador  Domingos  Chalub  pediu vista dos autos e o julgamento  foi adiado.O voto vista do desembargador Flávio  Pascarelli, de nulidade da ação, foi vencido por 7 a 6, com   voto de minerva do presidente da Corte, João Simões. A relatora  Carla Santos dos Reis havia indeferido  a preliminar de nulidade.

Votaram com a relatora, Mauro Bessa, Wilson Barroso, Rafael Romano, Jorge Lins e Cláudio Roessing e o presidente João Simões. Com o voto divergente acompanharam Pascarelli  Encarnação Salgado, Sabino Marques, Domingos Chalub, Wellington José e Elci Simões.

Mas Domingos Jorge Chalub  pediu vista dos autos e o julgamento pela terceira vez foi adiado.

Para o advogado de defesa do promotor, Jorge Alberto Mendes Júnior, “o Tribunal deu um tiro no pé ao rejeitar a nulidade da ação contra Ronaldo e o pior fará se receber a denúncia”, declarou.

A dor de cabeça do promotor de Justiça começou no decorrer da “Operação Cachoeira Limpa”, desencadeada  em maio do ano passado em Presidente Figueiredo  pela Polícia Civil.

Durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão na casa de Fernando Pontes, o “Ferrugem”, que comandaria uma rede de pedofilia, o  acusado   acabou sendo morto a tiros..

Com a morte de Ferrugem, a Corregedoria Geral da Secretaria de Segurança Pública instaurou  procedimento presidido pelo delegado Alberto Ramirez, que apontou em seu relatório final que os policiais Melquezedeque Sarah de Oliveira Galvão e Natan Oliveira de Andrade  foram os responsáveis pelos disparos que mataram Fernando Pontes.

NULL

+ Manaus

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.