Casal preso na operação “Esplendor” era perigoso

Por

04/01/2013 14h49 — em Manaus

"Agia com extrema violência e frieza”. Assim, as vítimas descrevem a ação do casal Antônio Fonseca Felisberto, 37, o “Nildo” e Tânia Maria Carvalho Ribeiro, 44, presos pela Polícia Civil do Amazonas, durante a Operação Esplendor, no último dia 28 de dezembro. A operação desarticulou a quadrilha da qual o casal fazia parte, e que é suspeita de vários assaltos a residências em Manaus.

De acordo com a Delegada Suely Costa, Titular da Seccional Oeste, a quadrilha é perigosa, mas as vítimas reconheceram o casal como sendo os dois mais violentos do bando. “A Tânia, de acordo com as vítimas, agia com muita frieza e violência nas torturas”, ressaltou a Delegada Suely. De acordo com o Delegado Adjunto do 5º DIP, Rodrigo de Sá, Antônio também aliciou uma das vítimas,.“Além de a dona da casa ter sofrido agressão e ameaças por parte de Tânia, Nildo também cometeu assédio ao aliciar as partes íntimas da vítima, ato configurado como estupro”, destaca.

A quadrilha foi presa em em cumprimento de mandado de prisão por Tráfico de Drogas, Associação para o Tráfico, e Formação de Quadrilha e todos serão indiciados por Roubo. Antônio, além disso, será indiciado por Estupro.

A Polícia Civil do Amazonas pede às pessoas que tenham sido vítimas da quadrilha, que dirijam-se ao 5º DIP, localizado na rua Luiz de Camões, s/nº, bairro Santo Antônio, e denunciem.

 

NULL