Siga o Portal do Holanda

SOS Enchente

Nível do rio Negro atinge 29 metros e construção de passarelas são intensificadas

Publicado

em

Foto: Nathalie Brasil / Semcom Foto: Nathalie Brasil / Semcom
Foto: Nathalie Brasil / Semcom

Com a cota do rio Negro subindo cada dia, chegando nesta sexta-feira (14) à marca de 29,34 metros – ultrapassando a máxima prevista pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM), que era de 29,33 metros – a Prefeitura de Manaus está intensificando a construção de pontes provisórias nas áreas atingidas pela cheia 2019.

Equipes da Defesa Civil de Manaus estiveram durante todo o dia de hoje nos bairros São Jorge e Centro, para reforçar as pontes que dão acesso aos moradores e comerciantes das áreas. As ações integram a operação “SOS Enchente”, que teve início ainda em janeiro deste ano com o monitoramento dos 15 bairros passíveis de alagações com a subida do rio Negro.

“Após o decreto de Situação de Emergência, reunimos com as secretarias que atuam nas áreas afetadas pela cheia, para montar ações que pudessem colaborar com as famílias. Equipes de saúde, de infraestrutura e assistência social estiveram nos locais para orientar a população. A partir disso, o nosso trabalho segue com a aplicação de cal e construção de passarelas sobre pontes antigas para impedir que as casas sejam alagadas”, explicou o secretário executivo de Proteção e Defesa Civil, Cláudio Belém.

Ainda de acordo com o secretário, o Auxílio-Aluguel para essas vítimas deve ser liberado na próxima semana, por meio da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc). “Paralelo à retirada das famílias das áreas alagadas, que foram cadastradas em parceria com a Semasc, a Defesa Civil municipal também conclui a formalização do pedido de ajuda humanitária ao governo federal, que possibilitará a ajuda com outros itens eventuais”, explicou Belém.

Os bairros afetados pela cheia em Manaus são: São Jorge, Colônia Antônio Aleixo, Aparecida, Educandos, Presidente Vargas e Mauazinho, além de algumas áreas das zonas rural e ribeirinha.

Saiba por que você deve ser contra a prisão em segunda instância

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.