Compartilhe este texto

Netanyahu diz que há 'queda dramática' no envio de armas dos EUA

Por Estadão Conteúdo (Agência Estado)

23/06/2024 12h15 — em
Mundo



O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse ao seu gabinete neste domingo, 23, que houve uma "queda dramática" nas remessas de armas dos Estados Unidos para o esforço de guerra de Israel em Gaza. Netanyahu afirmou ao seu gabinete, em reunião semanal, que a última entrega ocorreu há quatro meses, sem especificar quais armas, dizendo apenas que "certos itens chegaram esporadicamente, mas as munições em geral ficaram para trás".

As declarações do primeiro-ministro israelense realçam o aumento das tensões entre Israel e Washington em virtude da guerra em Gaza, sobretudo em relação à conduta dos militares israelenses no território sitiado e dos danos causados à vida civil nos locais.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, adiou a entrega de certas bombas pesadas desde maio devido a essas preocupações, mas o seu governo reagiu na semana passada às acusações de Netanyahu, em vídeo, de que outras remessas também tinham sido afetadas.

Neste domingo, Netanyahu citou ao seu gabinete que divulgou o referido vídeo após semanas de "apelos infrutíferos" às autoridades americanas para acelerar as entregas. Ele disse que uma resolução parecia próxima. "À luz do que ouvi no último dia, espero e acredito que este assunto será resolvido em breve", disse ele, sem dar mais detalhes.

O vídeo de Netanyahu divulgado na semana passada gerou alvoroço entre os críticos em Israel e foi rebatido pela Casa Branca.

O porta-voz de segurança nacional da Casa Branca, John Kirby, disse que os EUA estavam "perplexos" com as afirmações de Netanyahu. Embora os Estados Unidos apoiem Israel, em ano eleitoral, Biden enfrenta críticos de direita que alegam que ele moderou o seu apoio a um aliado "essencial" do Oriente Médio.

Já democratas progressistas pedem a adoção de uma linha mais dura com Israel em virtude do aumento do número de palestinos mortos e da crise humanitária gerada pela guerra. Fonte: Associated Press


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Mundo

+ Mundo