Em resposta a menino de 8 anos, premiê britânico garante visita do Papai Noel na pandemia

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

25/11/2020 14h35 — em Mundo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, publicou nesta quarta-feira (25) uma carta enviada por um menino de oito anos com dúvidas sobre a presença do Papai Noel em meio à pandemia de coronavírus.

No recado manuscrito, o garoto, chamado Monti, perguntou se o Papai Noel viria se ele deixar um desinfetante para as mãos junto com os biscoitos.

"Eu entendo que você é muito ocupado, mas você e os cientistas podem, por favor, falar sobre isso?", questiona Monti.

Em resposta, Boris disse que milhões de crianças estão perguntando a mesma coisa. "Só para ter certeza, liguei para o Polo Norte e posso te dizer que o Papai Noel está pronto e ansioso para ir, assim como Rudolph e todas as outras renas", escreveu o premiê.

"Deixar o desinfetante com os biscoitos é uma excelente ideia para ajudar a prevenir a propagação do vírus —e usá-lo você mesmo, e lavar suas mãos regularmente é exatamente o tipo de coisa que vai colocar você e seus amigos na lista de bons meninos."

Em abril, a primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, deu resposta semelhante às crianças neozelandesas atribuindo à fada do dente e ao coelho da Páscoa o status de trabalhadores essenciais.

+ Mundo