MPAM recorre da decisão que pôs Gustavo Sotero em regime semiaberto

Por Portal do Holanda

15/09/2021 7h12 — em Manaus

Gustavo Sotero no julgamento - Foto: Arquivo Portal do Holanda

Manaus/AM - O Ministério Público do Amazonas (MP/AM), recorreu da decisão da Justiça que concedeu progressão de pena ao delegado da Polícia Civil, Gustavo Sotero.

Condenado a 30 anos de prisão, Sotero estava preso na carceragem da Delegacia Geral há pouco mais de três anos. No início do mês, ele deixou o local para cumprir pena no regime semiaberto.

Ele recebeu dois benefícios, que segundo a Justiça, culminaram na mudança de regime, são eles: desconto na pena por dia trabalhado e também por dia estudado. O MP, por sua vez, questiona a apresentação de certificados para comprovar o tempo de estudo.

De acordo com o órgão, certificados não são suficientes para comprovar horas estudadas. O órgão também ressalta que Gustavo não teve bom comportamento durante o período em que esteve preso, logo, não há elementos suficientes para conceder a ele a progressão. Para o MP a progressão antecipada é infundada.

 


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Manaus