Fiocruz afirma segunda onda de Covid-19 em Manaus e sugere lockdown

Por Portal do Holanda

26/09/2020 18h33 — em Manaus

Fluxo de pessoas no Centro de Manaus / Foto: Portal do Holanda

Manaus/AM - Manaus já vive a segunda onda de casos de covid-19. É o que diz a pesquisa divulgada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). 

O autor do estudo, o epidemiologista Jesem Orellana, em entrevista à Globonews, alertou para a adoção do lockdown na cidade, para conter a circulação do vírus.

"É indubitável que estamos em uma segunda onda em Manaus, que estamos tendo um elevado número de hospitalizações por casos graves de síndromes respiratória aguda grave. Esse tipo de cenário epidemiológico em que se tem a Prefeitura aumentando os atendimentos nas unidades básicas de saúde, você tem o governo do estado aumentando o número de leitos para internação por casos suspeitos e confirmados de covid-19, é completamente incompatível com a tese de que temos imunidade de rebanho… Para você conseguir conter a circulação do vírus não há outra solução que não seja o lockdown e o lockdown rigoroso em que você consiga fazer você consiga fazer uma fiscalização efetiva da mobilidade intermunicipal, tanto da parte de transporte transporte coletivo quanto do transporte privado das pessoas." disse Orellana, que também afirmou que reduzir horários de restaurantes e proibir eventos não reduz o número de casos, só desacelera a propagação.

Neste sábado (26), o Amazonas voltou a registrar mais de 900 casos de covid-19 e ultrapassou 4 mil óbitos em decorrência da doença. 

Na última quinta-feira (24), o governador Wilson Lima, decretou o fechamento de estabelecimentos no estado, além da redução do horário de funcionamento de restaurantes e lojas de conveniência, para conter o crescimento da doença no Amazonas. Empresários chegaram a reclamar das medidas adotadas e pediram reabertura, com público reduzido.

 

+ Manaus