Veja o que se sabe sobre a modelo achada no Rio após 1 ano desaparecida

Por Portal do Holanda

08/10/2020 17h52 — em Famosos & TV

Foto: Reprodução/Instagram e @lilyandlilac

Ainda não são claros para a família os motivos do distanciamento de Eloisa Fontes, a top model de 26 anos que foi encontrada no Morro do Cantagalo, no Rio de Janeiro, depois de passar um ano desaparecida. Mas as circunstâncias foram reveladas por conhecidos da modelo, que já trabalhou para grifes internacionais e desfilou nas principais "Fashion Week" do mundo, como Paris e Milão, além de estrelar capas de revistas internacionais.

Desaparecimento em Nova York: De acordo com o Uol, ela se afastou da família em 2019, quando foi morar em Nova York a trabalho. A jovem ficou desaparecida por cinco dias nos Estados Unidos, e a polícia americana a encontrou muito desorientada mentalmente, e andando nua, em uma cidade próxima. Familiares e amigos afirmam que foi nessa época que os "surtos" - como eles classificam a situação - começaram. 

Modelo trabalhou para grifes e agências internacionais, e desfilou nas passarelas das semanas de moda de Paris e Milão, uma das mais importantes do mundo da moda.

Volta secreta ao Brasil: Depois disso, ela ficou por meses sem manter contato com a família, e voltou secretamente ao Brasil em fevereiro de 2020. Em março, ela enviou suas fotos profissionais para a agência Joy Models analisar se queria contratá-la. A agência fez uma vídeo-chamada e demonstrou interesse, mas devido à pandemia, Eloisa acabou pedindo para que esperassem um pouco mais.

Novo 'surto': No Rio de Janeiro, ela continuou mantendo contato com o ex-marido e pai da sua filha, o modelo e produtor executivo russo Andre Birleanu, e foi através dele que a família foi atualizada sobre a vida de Eloisa: ela estava morando com um novo namorado na Barra da Tijuca, zona Oeste do Rio.

No entanto, segundo um amigo da família, Eloisa teve um novo surto e saiu da casa do namorado, passando a viver em situação de rua nas comunidades Cidade de Deus e Jacarezinho. Policiais chegaram a encontrá-la e levá-la a hospitais, onde ela passava dias internada.

Em uma das internações, a família conseguiu encontrá-la e iria levar a modelo à casa de parentes em Uberlândia, em Minas Gerais, quando, no dia da viagem, ao chegar no aeroporto Santos Dumont, ela teve um novo surto e correu em direção a pistas movimentadas do Aterro do Flamengo. Lá, ela foi contida pela polícia e levada ao Instituto Municipal Philippe Pinel, onde passou 20 dias. 

Ainda segundo o amigo da família, Eloisa recebeu alta, e a família a levou para Uberlândia em seguida. Mas a modelo fugiu e voltou ao Rio de Janeiro, onde chegou a aparecer em fotos nas praias. 

Encontrada mais uma vez: Quando agentes do Segurança Presente encontraram a modelo, conseguiram localizar a família, informando sobre o resgate. Ela estava no Morro do Cantagalo, desorientada, e segundo agentes, corria risco de morte por perambular no local. Ela agora está novamente internada, sem previsão de alta, com estado de saúde estável. 

Segundo o jornal O Globo, Eloisa ainda tinha esperança de seguir com sua carreira internacional. A modelo tinha uma mochila com documentos e uma carteira de trabalho, passaporte e identidade, cópias de contratos com agências na Alemanha, Romênia e Nova York, além de cartas de referências de fotógrafos internacionais, exaltando o trabalho da modelo. 

 

 

Carreira: Aos 16 anos, Eloisa - que nasceu no interior de Alagoas - participou do concurso "Top Model" (RecordTV), com a apresentadora Ana Hickmann. Segundo o Uol, no ano seguinte, foi emancipada para poder morar em São Paulo, dando início à carreira de modelo.

Eloisa trabalhou para diversas marcas e em fevereiro do ano passado, deu os um passo na carreira internacional, indo para Nova York, nos EUA, onde foi contratada pela Marilyn Agency. Ela trabalhou para grifes como Dolce & Gabbana, Louis Vuitton, além de ter estrelado capas da revista "Glamour", "Elle", "L'Officiel" e "Grazia".

 

 


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Famosos & TV