Record demite Gerson de Souza mais de 1 ano após denúncias de assédio

Por Portal do Holanda

17/10/2020 13h53 — em Famosos & TV

Foto: Reprodução/Record

Quase um ano e meio após várias denúncias de assédio sexual contra o jornalista Gerson Dias de Souza, dentro da redação do Domingo Espetacular, a Record demitiu, na sexta-feira (16), o repórter. 

Segundo o Notícias da TV, a emissora protegeu o jornalista enquanto aguardava o resultado das investigações policiais. Ele estava afastado, mas recebendo salário desde maio de 2019. Em contrapartida, vários profissionais envolvidos direta ou indiretamente no caso, incluindo algumas vítimas, foram demitidos.

No entanto, agora Gerson se tornou réu por importunação sexual na Justiça de São Paulo, causando a sua demissão. Ainda de acordo com o site, a demissão ocorreu de forma corriqueira, sem justa causa.

As denúncias que aconteceram no setor de Recursos Humanos da Record, partiram de 12 mulheres, que afirmaram que eram assediadas há anos pelo profissional. Segundo as vítimas, Gerson constrangia as mulheres com palavras maliciosas e de conotação sexual, além de toques físicos, mas a gota d'água aconteceu quando ele deu um beijo, sem permissão, em uma produtora, enquanto ela trabalhava.

Em 2016, uma estagiária já havia registrado na polícia um assédio por parte do jornalista.