Márcio Gomes deixa Globo após 21 anos e assina com outra emissora

Por Portal do Holanda

19/10/2020 9h28 — em Famosos & TV

Jornalista deixou a Globo após 21 anos - Foto: Reprodução/ TV Globo

O jornalista Márcio Gomes deixou a Globo após 21 anos e já está de 'casa' nova. O apresentador integra, agora, o time da CNN Brasil.

De acordo com o UOL, o jornalista chega para ser o principal nome da expansão de operações da CNN no país. Ainda não há informações sobre o projeto.

Confira o comunicado da CNN Brasil na íntegra

"A CNN Brasil anuncia a contratação do apresentador Márcio Gomes, um dos jornalistas mais renomados da televisão brasileira. 

Depois de 21 anos no ar na Rede Globo, o apresentador chega para ser o principal nome da expansão de operações da CNN no país, um projeto inovador que será anunciado ao mercado nas próximas semanas, reforçando o caráter multiplataforma da empresa no Brasil.  

Prestes a completar 50 anos de idade, Márcio Gomes formou-se em Jornalismo, em 1992, pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro. Apesar de ter nascido e estudado na capital fluminense, ele começou a carreira na TV Globo em São Paulo. Em duas décadas de empresa, foi repórter, âncora do canal de notícias do grupo, apresentador de programas nacionais e correspondente internacional em Tóquio, no Japão.

Márcio Gomes deixa a TV Globo como um dos poucos jornalistas que já apresentou todos os telejornais diários da emissora: Jornal Nacional, Bom Dia Brasil, as duas edições locais de São Paulo e Rio, Jornal Hoje e Jornal da Globo. 

O jornalista é considerado um dos maiores destaques da TV pelo seu desempenho na cobertura da pandemia da Covid-19.

'Márcio Gomes é um dos principais nomes da TV e chega para somar ao nosso elenco de grandes talentos. É um profissional completo, de alto gabarito. Além de ser conhecido por sua correção e caráter, é muito querido e respeitado pelo público de todo o Brasil. A partir de agora, ele estará todos os dias no ar e como protagonista de mais um projeto de inovação do nosso canal', afirma Douglas Tavolaro, CEO e sócio-fundador da CNN Brasil."