STJD nega pedido do Flamengo e mantém jogo contra o Palmeiras no domingo

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

25/09/2020 19h34 — em Esportes

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) negou o pedido do Flamengo e manteve o jogo contra o Palmeiras, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, para este domingo (27). O duelo será às 16h, no Allianz Parque.

A solicitação do Rubro-negro foi devido ao surto de contágio de covid-19 no elenco, que deixou 16 jogadores infectados, fora membros da comissão técnica, departamento de futebol e diretoria.

O clube da Gávea já havia acionado o STJD mesmo antes da negativa da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que aconteceu na noite de quinta-feira (24). A entidade máxima do futebol brasileiro indicou que o Flamengo poderia inscrever mais seis jogadores e atuar diante do Palmeiras.

Para o Rubro-Negro, o adiamento da partida seria uma questão de "saúde pública".

"[Questão de] Saúde. Questão desportiva é consequência que não é fundamento. Ou seja, questão desportiva objetiva que não analisa a especificidade do caso. Quem pode dizer se estão aptos? E a comissão técnica? E o roupeiro, massagista, médicos etc que foram expostos ao vírus? Todo o suporte técnico está exposto. Os atletas em campo são apenas a última ponta de todo um serviço prestado por pessoas que foram expostas", disse Michel Assef Filho, advogado do Flamengo à reportagem.

Um outro ponto destacado pelo clube carioca foi que os profissionais que dão suporte ao elenco foram expostos ao vírus, o que impedia que exercessem suas atividades até a data da partida.

O Flamengo ainda havia anexado um parecer médico assinado pela Dra. Sylvia Pavan Rodrigues de Paula, no qual é apontado ser um risco sanitário aos participantes da partida e é recomendado o adiamento de outros compromissos dentro do período de 10 a 14 dias a contar do último resultado positivo, que foi na quinta-feira (24).

O Palmeiras sempre se mostrou contra a mudança na data do confronto, "comprando a briga" pela manutenção do dia original e tendo, inclusive a participação de seus jogadores na articulação para que o duelo ocorresse no fim de semana.

Por isso, o Palmeiras nem cogitou mudar a programação depois do empate com o Guaraní (PAR), quarta (23), pela Libertadores. Após receberem folga na quinta-feira (24), os atletas se reapresentaram nesta sexta (25), quando fariam os testes para o coronavírus antes do confronto com o Flamengo.