Compartilhe este texto

MP arquiva ação após acordo de dirigente do Flamengo com torcedor agredido em shopping

Por Folha de São Paulo

20/02/2024 17h00 — em
Esportes



RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - O Ministério Público do Rio de Janeiro arquivou a ação contra Marcos Braz após o vice de Futebol do Flamengo chegar a um acordo com Leandro Campos da Silveira Gonçalves Júnior. O MPRJ havia pedido que o dirigente fosse autuado pelo crime de lesão corporal.

A manifestação de vontade do ofendido em não demonstrar interesse em prosseguir com o processo enseja a ausência de condição de procedibilidade para a ação penal e consequente extinção da punibilidade em relação aos autores do fato Marcos Braz e Carlos André Trecho da manifestação do MPRJ

O MPRJ se manifestou nesta segunda-feira (19). Marcos Braz e Carlos André agrediram o entregador de aplicativo em setembro, em um shopping na zona oeste do Rio de Janeiro.

O vice do Flamengo e Leandro chegaram a um acordo no último dia 7. Eles resolveram não levar adiante as ações que corriam no IX Juizado Especial Criminal da Barra da Tijuca.

"Considerando a retração da vítima Leandro, o Ministério Público promove o arquivamento dos autos por ausência de condição da ação, postulando seja declarada extinta a punibilidade dos autores do fato e, acolhida a manifestação, dispensa ciência em homenagem aos princípios da celeridade e economia processual", diz outro ponto do documento.

Imagens da briga foram divulgadas no fim de janeiro. É possível ver como começou o episódio que terminou com a agressão do dirigente.

O vídeo contesta a versão apresentada por Marcos Braz em coletiva após o episódio. O MPRJ já havia mostrado que as falas do vice do Flamengo não condiziam com o mostrado no vídeo.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Esportes

+ Esportes