'Mistão' do Flamengo vence Junior sem sustos e carimba 1º lugar na Libertadores

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

21/10/2020 23h04 — em Esportes

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Com uma série de compromissos pela frente e três taças em disputa, um Flamengo com muitas mudanças venceu nesta quarta (21) o Junior Barranquilla por 3 a 1, com gols de Thuler, Lincoln e Bruno Henrique (Téo Gutierrez descontou). Com o resultado no Maracanã, a equipe assegurou o primeiro lugar no Grupo A da Libertadores.

Os donos da casa, que iniciaram o jogo com muitos jovens da casa e jogadores sem status de titular, sufocaram os colombianos e não deram chance de reação ao adversário, que foi envolvido pelos rubro-negros. O Flamengo esbanjou disposição e se valeu de sua maior qualidade técnica para garantir um triunfo sem maiores sustos.

Agora, a equipe muda a chave e volta a pensar na disputa do Campeonato Brasileiro. No domingo (25), o time visita o líder Internacional, às 18h15, no Beira-Rio.

VITINHO VOLTA A BRILHAR

Destaque na goleada contra o Corinthians, o atacante Vitinho voltou a ser peça importante do Flamengo. Sem posicionamento tão fixo, o camisa 11 flutuou pelas beiradas do campo e também organizou o time por dentro. Substituído no intervalo, faltou só calibrar a pontaria no arremate final.

FLAMENGO SOBRA EM CAMPO

Com a vaga para as oitavas já carimbada, o Flamengo não se contentou e foi em busca do primeiro lugar do seu grupo. Mesmo com muitas substituições, o time partiu para cima do Junior e não deu chance alguma para o rival.

Com muita rapidez pelos lados e superioridade numérica nas jogadas ofensivas, o Fla imprimiu ritmo forte desde o primeiro minuto e buscou ampliar a vantagem a todo momento.

Diante de um rival frágil, o Rubro-negro impôs sua superioridade e cumpriu com louvor seu dever de casa, embora um cochilo da zaga tenha reacendido o Junior. Apesar do placar um pouco mais apertado, os rubro-negros seguiram em cima e liquidaram a fatura.

JUNIOR SOFRE PELOS LADOS

O lateral Fuentes não teve paz com as investidas do Flamengo pelo lado direito de ataque do Rubro-negro. Por ali, Matheuzinho, Michael e Vitinho tiveram muitos espaços e deitaram e rolaram em cima da zaga do Junior, que levou a pior na maioria dos lances. A situação não foi diferente pelo lado oposto e Piedrahita foi batido com facilidade por Bruno Henrique.

BORJA SUMIDO EM CAMPO

O ex-palmeirense Borja não teve uma noite das mais felizes no Maracanã. Sem ser municiado e dependente de um time que não criou quase nada, o atacante foi pouco notado em campo e apareceu mais em lances faltosos do que com a bola rolando.

GAROTOS EM DOSE DUPLA

Dome aproveitou o jogo tranquilo para promover as estreias dos jovens Lázaro e João Gomes em jogos da Libertadores. A dupla da casa entrou no intervalo e não deixou a peteca cair.

CRONOLOGIA DO JOGO

Aos 10 de jogo, Léo Pereira cabeceou e Thuler completou para abrir o placar. Aos 39, Bruno Henrique foi a fundo, cruzou e Lincoln, de primeira, bateu e fez um bonito gol. Aos 23 da etapa final, a defesa do Fla se desarrumou e Téo Gutierrez aproveitou um contra-ataque bem montado para diminuir. Aos 29, Bruno Henrique, quase na marca do pênalti, cabeceou e ampliou.

NOVIDADE NA ÁREA

O Flamengo aproveitou o jogo de hoje para dar publicidade ao seu novo programa de sócio-torcedor. O "Nação Rubro-negra" foi rebatizado de "Nação", e a nova identidade visual já foi apresentada. Os novos planos serão lançados no dia 28 e o clube promete um incremento grande nos pacotes de benefícios.

CAMPO UM POUCO MELHOR

Alvo de muitas críticas nos últimos tempos, o gramado do Maracanã parece ter melhorado um pouco em relação a jogos recentes. É nítido que o campo não parece estar 100%, mas a bola já correu melhor em Flamengo x Junior.

FLAMENGO

César; Matheuzinho, Léo Pereira, Thuler (Noga)e Renê; Arão (João Gomes), Diego e Vitinho (Lázaro); Bruno Henrique, Michael e Lincoln (Ramon). Técnico: Domènec Torrent

JUNIOR BARRANQUILLA

Viera, Piedrahita (Sánchez), Rosero, Ditta e Fuentes; Didier Moreno (Vásquez), Pico e Luis González (Viáfara); Cetré, Borja (Valencia) e Téo Gutiérrez. Técnico: Luis Perea

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Patricio Loustau (ARG)

Assistentes: Gabriel Chade (ARG) e Facundo Rodriguez (ARG)

Cartões amarelos: Cetré (JUN)

Gols: Thuler, aos 10 do primeiro tempo; Lincoln, aos 39 minutos do primeiro tempo; Téo Gutierrez, aos 23 minutos do segundo tempo; Bruno Henrique, aos 29 minutos do segundo tempo