Flamengo se defende para evitar desfalque e amplia rusga com CBF

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

18/06/2021 14h35 — em Esportes

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - A rusga entre Flamengo e CBF ganhou mais um capítulo com a presença do atacante Pedro na lista para os Jogos Olímpicos de Tóquio. Em meio ao calendário cheio e já com outros desfalques causados por convocações às seleções principais, o clube busca se defender de novas baixas no elenco comandado pelo técnico Rogério Ceni em momentos importantes na temporada e se vê envolvido em um embate.

O desencontro e farpas entre o time rubro-negro e a entidade que gere o futebol brasileiro não chega a ser pauta nova. Até então, a página mais recente, inclusive, havia acontecido há apenas uma semana, quando o atacante Gabriel, que está com a seleção principal na Copa América, não se apresentou para o duelo com o Coritiba pela Copa do Brasil na capital paranaense.

A negativa do clube da Gávea à convocação de Pedro também faz parte do eco pela ausência do camisa 9. Sem Gabigol, o camisa 21 se torna a primeira opção para ser referência no ataque.

Enquanto isso, a comissão técnica vai buscando alternativas. Neste período sem o chileno Isla, o uruguaio Arrascaeta, Everton Ribeiro e Gabigol, o elenco foi posto à prova e alguns jovens ganharam espaço, passando a integrar o leque de opções.

A classificação às oitavas de final da Copa do Brasil, com duas vitórias sobre o Coritiba, e o triunfo em cima do América-MG pelo Brasileiro dão alicerce a algumas escolhas, mas, ainda assim, a diretoria entende que as perdas são significativas.

Vitinho, Michael e Rodrigo Muniz foram alguns dos jogadores que, devido às ausências das estrelas, tiveram mais tempo em campo. Além deles, os jovens Ryan Luka, Thiaguinho, Max e Yuri, crias do clube, pintaram entre os relacionados e viram uma brecha para mostrar serviço. A resposta positiva na experiência pode até render frutos em um futuro não muito distante, diante de tantas competições paralelas.

Além da questão técnica, os desfalques forçados causam incômodo também diante do alto investimento feito na montagem do grupo. O esforço na negociação pela permanência de Pedro, por exemplo, foi um dos pontos colocados à mesa no momento em que a diretoria passou ao jogador a decisão de não liberá-lo à Olimpíada.

Além disso, o desconforto ganhou reflexos ainda maiores pelo fato de o clube entender que a CBF insistiu na convocação mesmo tendo sido avisada que o atacante não seria cedido. A questão fez até mesmo com que dirigentes da alta cúpula do Flamengo se manifestassem em redes sociais, como foram os casos de Luiz Eduardo Baptista, o Bap, vice de relações externas, e Rodrigo Dunshee, vice jurídico.

Flamengo e CBF chegaram a dar indícios de uma pequena trégua recentemente, quando Rodolfo Landim, presidente rubro-negro, e Rogério Caboclo, então mandatário da entidade que organiza o futebol brasileiro e agora afastado do cargo, estiveram reunidos e alinharam a mudança do calendário flamenguista em datas Fifa.

A paz, porém, não durou muito. Sentindo-se prejudicado pelos desfalques causados pela Copa América, uma vez que o calendário do futebol brasileiro não parou durante a competição, o Flamengo foi ao STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) para tentar paralisar a competição. O pedido, porém, foi indeferido.

Apesar de não ceder Pedro, o Flamengo não terá o atacante à disposição já para o duelo com o Red Bull Bragantino neste sábado (19), pelo Brasileiro. Exames feitos na quinta (17) apontaram negativo para Covid-19, mas o jogador iniciou nesta sexta (18) treinos individualizados visando o recondicionamento físico para os jogos da próxima semana.

No meio do fogo cruzado entre Flamengo e CBF, o atacante fez uma postagem em rede social em que diz que "ser chamado para defender as cores da seleção brasileira é motivo de orgulho, satisfação", além de agradecer ao clube rubro-negro "por proporcionar essa convocação".

Ao menos o técnico Rogério Ceni, recuperado da Covid-19, voltou aos trabalhos e estará no comando da equipe contra o Bragantino. Na ausência do treinador, Maurício Souza, do sub-20, foi quem esteve à beira do gramado.

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Horário: 21h (de Brasília) deste sábado (19)

Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)

VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)

Transmissão: Premiere


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Esportes