Compartilhe este texto

Corinthians vence após dois gols anulados do Cruzeiro e é tri da Supercopa

Por Folha de São Paulo

18/02/2024 12h00 — em
Esportes



SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Corinthians é tricampeão da Supercopa Feminina do Brasil. Após uma partida equilibrada contra o Cruzeiro, na manhã deste domingo (18), as Brabas abriram o placar no início do segundo tempo e sustentaram a vitória por 1 a 0 até soltarem a voz com a torcida presente na Neo Química Arena, em São Paulo.

Sob os olhos de Ronaldo Fenômeno, o Cruzeiro teve dois gols anulados. Um deles foi logo no início do jogo e o outro a minutos finais do encerramento do confronto.

É a primeira competição e, consequentemente, o primeiro título conquistado pelo técnico Lucas Piccinato com as Brabas. Ele assumiu o Corinthians, após a saída de Arthur Elias, que deixou a equipe para comandar a seleção brasileira feminina.

Primeiro tempo disputado

Na primeira etapa da partida, o Corinthians tomou as rédeas do jogo e partiu para cima das adversárias. Por outro lado, o Cruzeiro não abaixou a cabeça e passou a chegar com perigo nos contra-ataques.

Aos 6 minutos, as Cabulosas inauguraram o marcador do estádio do Corinthians com um gol contra de Yasmin, que tentou afastar o bate-rebate na área durante jogada de Vitória Calhau. A festa das cruzeirenses acabou rápido, porque, com auxílio do VAR, o gol foi anulado por impedimento.

Após o susto, as corintianas cresceram na partida e quase marcaram em duas oportunidades antes do apito para o intervalo. Primeiro, Milene quase encobriu a goleira Taty Amaro e, depois, Portilho acertou a rede do Cruzeiro pelo lado de fora.

Emoção

O segundo tempo começou e as corintianas marcaram logo aos 2 minutos. Duda Sampaio cobrou falta da lateral esquerda da grande área direto para o gol, e Taty acabou empalmando para o fundo das redes.

Já na metade final da segunda etapa, o Corinthians teve algumas oportunidades de ampliar a vitória, enquanto o Cruzeiro correu contra o relógio em busca do empate, que levaria às cobranças de penalidades.

As Cabulosas insistiram e conseguiram com a jogadora destaque da equipe. Aos 41 minutos do segundo tempo, Byanca recebeu dentro da área, driblou a marcação e chutou forte para estufar a rede corintiana.

A festa do Cruzeiro durou pouco mais uma vez. O lance foi revisado e a equipe de arbitragem entendeu que a bola encostou no braço de Byanca e a atacante levou vantagem. A árbitra Deborah Cecilia Cruz Correia, então, anulou o gol da atacante cruzeirense.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Esportes

+ Esportes