Avaí vence no Mineirão e mantém Cruzeiro entre os últimos da Série B

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

25/09/2020 23h04 — em Esportes

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Em jogo de pouca criatividade e muito "chuveirinho" na área, o Avaí venceu o Cruzeiro por 1 a 0 no Mineirão, na noite desta sexta-feira (25), pela 11ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Pedro Castro marcou o único gol da partida.

O Cruzeiro tropeçou na própria falta de criatividade, fez pouco mais do que apostar na bola parada e levantar a bola na área adversária — foram 50 cruzamentos no total, e só dez certos. Nesse cenário o Avaí venceu não por jogar mais futebol, mas por ter executado muito melhor a proposta que levou para o jogo.

Enquanto o Cruzeiro mostrou ter poucas alternativas no ataque, o Avaí apostou no risco calculado, optou por se encolher e tentar encontrar uma bola no contra-ataque. E encontrou, aos 33 do segundo tempo, quando marcou o gol da vitória.

O resultado fez o Avaí subir uma posição na classificação, para o 11º lugar, com 13 pontos. O Cruzeiro permanece com oito, na 15ª colocação, perto da zona de rebaixamento para a Série C. Na próxima rodada o Cruzeiro recebe a Ponte Preta, enquanto o Avaí joga clássico contra o Figueirense.

O Cruzeiro teve meia hora muito melhor, principalmente na velocidade e na bola parada. Filipe Machado foi destaque, com chutes longos e bolas perigosas no jogo aéreo — um escanteio cobrado fechadinho bateu na trave.

No entanto, apesar de criar mais chances, o time da casa não conseguiu abrir o placar no primeiro tempo porque aos poucos o Avaí se adaptou à pressão que sofria.

Em grande medida, o jogo foi de ataque de um time só, mesmo que o Cruzeiro insistisse em decisões questionáveis como cruzar bolas na área de maneira consecutiva — às vezes sem direção, às vezes fora do alcance de Marcelo Moreno. O Avaí parecia inofensivo, resumido a se defender, mas só parecia.

Fábio quase entregou aos 11 minutos do segundo tempo, quando errou passe simples na saída de bola, entregou no pé de Renatinho e deu sorte que o adversário não conseguiu dominar. Aos 33, o Cruzeiro teve menos sorte: Getúlio aproveitou uma bola fortuita, criou espaço e cruzou na cabeça de Pedro Castro, que abriu o placar.

CRUZEIRO

Fábio; Daniel Guedes, Manoel, Cacá, Matheus Pereira; Filipe Machado, Ariel Cabral, Mauricio; Airton, Arthur Caíke, Marcelo Moreno. T.: Ney Franco

AVAÍ

Lucas Frigeri; Felipe Santos, Rafael Pereira, Airton, Capa; Ralf, Jean Martim, Pedro Castro, Renatinho; Gastón Rodriguez , Rildo. T.: Geninho

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Juiz: Alexandre Vargas Tavares de Jesus

Cartões amarelos: Matheus Pereira, Ariel Cabral, Cacá e Daniel Guedes (Cruzeiro); Eduardo Kunde e Renatinho (Avaí)

Gol: Pedro Castro, aos 33 minutos do segundo tempo (Avaí)