Atlético-MG vence os reservas do Palmeiras na despedida de Jorge Sampaoli

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

26/02/2021 0h05 — em Esportes

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Atlético-MG venceu o Palmeiras nesta quinta (25), por 2 a 0, no estádio do Mineirão, em duelo da última rodada do Campeonato Brasileiro de 2020. O volante Jair e o atacante Sasha fizeram os gols da partida.

O resultado fez o Galo terminar a competição na terceira colocação, com 68 pontos. O jogo desta noite marcou a despedida do técnico Jorge Sampaoli do Galo.

O argentino dá adeus ao clube por causa do interesse do Olympique de Marselha (FRA). O treinador está há semanas analisando o elenco francês e planejando detalhes para sua chegada à equipe europeia.

Expulso na penúltima rodada contra o Sport, Sampaoli ficou em um dos camarotes do Mineirão e acompanhou longe do banco de reservas a vitória em cima do Verdão.

Já Abel Ferreira esteve no banco e viu seus reservas terem um primeiro tempo melhor que o segundo. Com a final da Copa do Brasil no domingo (28), o técnico português escalou um Palmeiras cheio de reservas e garotos. O Verdão encerrou a campanha na sétima colocação, com 58 pontos.

O MELHOR: KENO

Com a boa atuação do goleiro Vinicius parando a maioria dos ataques atleticanos, o Atlético-MG chegou à vitória graças aos passes precisos de Keno. O atacante, ex-Palmeiras, entrou no segundo tempo no lugar de Diego Tardelli e deu as duas assistências para os gols atleticanos.

O PIOR: RENAN

O zagueiro formado na base do Palmeiras viu o volante Jair se antecipar no lance do primeiro gol. A defesa alviverde como um todo teve problemas especialmente na saída de bola no Mineirão.

ATUAÇÃO DO ATLÉTICO-MG

O Atlético-MG foi para o jogo com o time considerado titular, mas, mesmo assim, teve dificuldades contra um Palmeiras completamente modificado. O goleiro Everson teve bastante trabalho e fez defesas difíceis pelo lado atleticano, algo bem parecido com o que aconteceu com Vinícius, que assumiu a meta do Alviverde na vaga do titularíssimo Weverton. A diferença é que o goleiro do Galo saiu sem sofrer gols e duas bolas terminaram nas redes do palmeirense.

Marcado por ser um time incisivo, agressivo e que costumeiramente termina as partidas com mais posse de bola sob o comando de Sampaoli, dessa vez o Atlético-MG ficou em condições mais equilibradas com o adversário. O que desequilibrou mesmo foi o atacante Keno, artilheiro do time mineiro na temporada (11 gols) e o líder de assistências da equipe (10) no ano.

ATUAÇÃO DO PALMEIRAS

Recheado de reservas, o Palmeiras tirou seus principais jogadores por conta da final da Copa do Brasil, contra o Grêmio. Depois de um primeiro tempo até mais perigoso, o time de Abel Ferreira caiu de ritmo no segundo tempo e acabou derrotado. O principal, porém, foi dar minutos a Wesley e Gabriel Veron, que voltaram de lesão, além de Zé Rafael e Danilo, que fizeram recondicionamento físico nas últimas semanas. Vinicius Silvestre também deixou boa impressão.

CRONOLOGIA

O jogo teve um lance polêmico logo aos quatro minutos, quando Everson fez falta dura em Lucas Lima na entrada da área, e o Palmeiras pediu a expulsão do goleiro do Atlético-MG. O árbitro deu apenas cartão amarelo, e Gustavo Scarpa, na cobrança, parou no arqueiro, que fez uma boa defesa.

Antes do intervalo, Everson fez outra defesa importante, em finalização de Wesley —Diego Tardelli no minuto seguinte parou em Vinicius Silvestre também.

No segundo tempo, o Galo voltou incomodando mais, mas continuou esbarrando na boa atuação do arqueiro palmeirense. Justo em uma saída de bola errada de Vinicius, o Atlético iniciou a jogada do primeiro gol, de Jair, de cabeça. Keno, que havia dado a assistência, deu o passe também para o segundo gol, de Sasha, já aos 43.

ABEL NA BRONCA -DE NOVO

De volta ao banco de reserva após cumprir suspensão automática, Abel Ferreira por pouco não levou nova advertência. O português ficou muito irritado pela decisão de Heber Roberto Lopes não expulsar Everson, logo no início da partida, pela falta em Lucas Lima na entrada da área. O juiz chegou a chamar a atenção do treinador, que na semana passada pediu desculpa por seu comportamento contra a arbitragem no clássico diante do São Paulo.

ATLÉTICO-MG

Everson; Guga, Junior Alonso, Igor Rabello e Guilherme Arana; Allan, Jair e Zaracho (Hyoran); Savarino (Alan Franco), Marrony (Sasha) e Diego Tardelli (Keno). Técnico: Jorge Desio (auxiliar)

PALMEIRAS

Vinicius Silvestre; Breno Lopes, Kuscevic, Renan e Vanderlan; Zé Rafael (Danilo), Lucas Lima, Gustavo Scarpa e Lucas Esteves; Wesley (Gabriel Veron) e Gabriel Silva (Marcelinho). Técnico: Abel Ferreira

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)

Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC)

Árbitro de vídeo: Braulio da Silva Machado (SC)

Cartões amarelos: Everson, Zaracho, Guga (CAM)

Gols: Jair, aos 33 minutos do segundo tempo (1-0); Sasha, aos 43 minutos do segundo tempo (2-0)

O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Esportes