.
Siga o Portal do Holanda

Esportes

Clube argentino é multado após gesto racista de torcedor contra o Santos

Publicado

em

Globo cria sua 'polícia' para patrulhar redes sociais


SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O clube argentino Defensa y Justicia foi punido pela Conmebol uma multa totalizando o valor correspondente a US$ 20 mil (R$ 101 mil) como punição pelos gestos racistas de um torcedor na partida contra o Santos na Libertadores, no dia 3 de março.

No jogo vencido de virada pelo clube brasileiro, por 2 a 1, na estreia pela fase de grupos da competição sul-americana, um vídeo circulou nas redes sociais com um torcedor argentino imitando gestos de um macaco para os torcedores do Santos que foram ao estádio.

Na ocasião, o clube se posicionou pedindo desculpas ao Santos e dizendo que não é assim que se trata os visitantes.

Ao todo, a punição dada pela Conmebol foi de US$ 20 mil pelo gesto racista do torcedor, além de outra multa de US$ 3 mil devido a um objeto atirado no gramado pela torcida.

A multa não precisará ser paga pelo clube argentino, que terá o valor descontado na premiação da competição sul-americana, que está paralisada devido à pandemia do novo coronavírus.

Em nota oficial, o clube fez um apelo a seus torcedores para que quando a competição voltar a ser realizada, eles possam se comportar de forma adequada para que o Defensa y Justicia não volte a ser punido.

"Para nós, jogar pela primeira vez a Copa Libertadores é um grande desafio, não apenas esportivo, mas também um grande incentivo para nossas finanças, pois a receita do torneio nos permite pagar por investimentos em melhoria de infraestrutura e continuar crescendo", diz a nota.

"Solicitamos a colaboração de todos para que esses jogos sejam uma festa e, juntos, garantimos o comportamento correto de todos os presentes no estádio", finaliza.

Já leu estas ?

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.