JPMorgan: Copom deve elevar Selic em 1,5pp em dezembro

Por Estadão Conteúdo / Portal do Holanda

03/12/2021 15h04 — em Economia

O JPMorgan espera que o Comitê de Política Monetária (Copom) eleve a taxa Selic em 1,5 ponto porcentual na decisão da próxima quarta-feira, 8, a 9,25%. Segundo o banco, a tendência é que o colegiado mantenha um tom duro na sua comunicação.

Para o JPMorgan, a queda de 0,1% do PIB do terceiro trimestre e o avanço da PEC dos precatórios no Congresso fizeram com que as estimativas convergissem para a manutenção do ritmo de alta de 1,5 ponto. O banco nota que a deterioração das expectativas de inflação para 2022 havia criado a chance de um aperto mais forte já nesta reunião.

Apesar da manutenção do ritmo, a tendência é que o BC continue com um tom duro na sua comunicação, avalia o banco. "Na nossa visão, o Copom vai sinalizar 'outro ajuste da mesma magnitude' na reunião de fevereiro e vai continuar afirmando que é apropriado avançar 'ainda mais no território contracionista", afirmam a economista-chefe do JPMorgan no Brasil, Cassiana Fernandez, e o economista Vinicius Moreira, que assinam relatório do banco.

O JPMorgan espera que as projeções de inflação do Copom fiquem próximas às da última reunião para 2022 (4,1%) e abaixo do que havia sido previsto para 2023 (3,1%). A tendência também é que os membros do colegiado reconheçam um cenário internacional mais desafiador e reforcem a deterioração da inflação.

"Agora, parece mais incerto o quanto o PIB do terceiro trimestre e a nova variante da covid-19 vão aumentar a preocupação do Copom com o crescimento econômico, que poderia levar a uma desaceleração do ritmo de aperto mais cedo do que o esperado", avaliam os economistas.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Economia