Ruínas de cidade engolida pelo oceano desperta curiosidade

Por Portal do Holanda

29/06/2021 16h42 — em Curiosidades

Foto: Divulgação / idade era um centro comercial extremamente importante no Mar Mediterrâneo

A descoberta de ruínas submersas de um antigo tempo da cidade afundada de Heracleion, próxima de Alexandria, desperta a atenção dos estudiosos, já que essa cidade era citada como a Atlântida do Egito.

Descoberta no ano de 1999, calcula-se que deve ter sido afundada há cerca de 1.200 anos, por conta do avanço do mar e desde a sua descoberta, numerosos artefatos têm sido resgatados dela, demonstrando a importância dela na antiguidade.

A presença de inúmeros artefatos arquitetônicos de areia, descobertos sob a superfície, indicam que a cidade era um centro de comércio extremamente importante no Mar Mediterrâneo, antes de ser engolida pelo oceano no que é hoje a Baía de Aboukir.

O encontro de restos de um navio, identificado como um antigo egípcio Baris que era considerado um mito, comprovou, inclusive, as dezenas de histórias escritas há milhares de anos.

Mergulhadores egípcios e europeus que visitaram as ruínas, trouxeram informações impressionantes da existência de antigas ruínas de um templo grego, bem como numerosos naufrágios repletos de tesouros.

Por contar com sofisticados dispositivos de digitalização, os pesquisadores conseguiram identificar uma nova área do templo principal da cidade.

TEMPLO GREGO

Outra descoberta fantástica dos arqueólogos subaquáticos, foi de restos de um templo grego, completo com colunas antigas, bem como fragmentos de cerâmica que são datadas dos séculos III e IV A.C, completamente destruído.

O templo está localizado dentro do canal sul da cidade, de acordo com explicações de Franck Goddio,  resposvável pela Missão Arqueológica Egípcio-Europeia do Instituto Europeu de Arqueologia Marinha.

Outros tesouros encontrados foram de moedas de bronze rastreadas até o reinado do rei Ptolomeu II, que governou o Egito de 283 d.C a 246 d.C.

Os pesquisadores também descobriram numerosos edifícios previamente desconhecidos, expandindo com sucesso os limites da cidade por um quilômetro.

À medida que exploravam a cidade, foram descobertos mais artefatos, alguns da era ptolomaica, e para o tempo do Grande Império Bizantino, cerca de 330 d.C.

Foram analisados alguns dos naufrágios no local e houve mais descobertas de joias que datam do século IV d.C., dentro de um navio agora completamente escavado.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Curiosidades