Polêmica estátua de ‘Jesus sem Teto’ chama atenção para moradores de rua

Por Portal do Holanda

05/07/2021 10h29 — em Curiosidades

Foto: Divulgação

Feita de bronze em tamanho natural, com o objetivo de representar Jesus Cristo deitado em um banco de praça, a estátua do escultor canadense Timothy Schmalz, foi inaugurada em frente à Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro no dia 14 de novembro de 2018, Dia Mundial dos Pobres.

A escultura mostra um homem deitado num banco, com quase todo o corpo coberto por uma manta, mas deixando visíveis os pés com marcas de crucificação e um pequeno pedaço do rosto. Exemplares da obra estão espalhados em vários países e o Papa Francisco já abençoou uma delas.

O Dia Mundial dos Pobres foi instituído pelo Papa Francisco no ano de 2017 e a obra foi doada à Arquidiocese do Rio de Janeiro, depois de ser abençoada pelo arcebispo da cidade, cardeal dom Orani Tempesta. 

Na escultura, denominada de “Jesus sem Teto”, o artista representou a imagem do Cristo todo coberto e deitado em um banco da praça, como se fosse um morador de rua. Houve parceria entre a Embaixada do Brasil em Roma e o Vaticano para trazer a obra ao país.

Um exemplar dela foi colocado em frente a uma igreja em Orlando, nos Estados Unidos, onde é proibido dormir em bancos.

Na cidade de Davidson, na Carolina do Norte (EUA), a escultura foi colocada em frente à Igreja Episcopal de St. Alban e causou polêmicas, com a aprovação de alguns e protestos de outros, que ficaram apavorados achando ser uma pessoa de verdade.

A imprensa local publicou uma matéria dizendo que uma  mulher da vizinhança chamou a polícia quando viu a estátua, pensando ser um morador de rua real. Outro vizinho escreveu para a redação pedindo que levassem o indigente para longe do bairro.

Apesar das críticas, o reverendo local explica que a estátua tem mais admiradores do que críticos, pois é comum ver as pessoas sentarem no banco e rezarem, com as mãos sobre os pés de Cristo.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Curiosidades