Cozinheira foi estuprada antes de ser assassinada na casa de patrões

Por Portal do Holanda

04/08/2020 14h08 — em Policial

Foto: Reprodução Redes sociais

Familiares da cozinheira Gilmara dos Santos de Almeida, assassinada dentro da casa dos patrões no Rio de Janeiro, foram surpreendidos nessa terça-feira (4), com a revelação de que a cozinheira foi estuprada antes da morte.

Uma filha de Gilmara contou a imprensa que foi na delegacia buscar informações sobre a prisão do cuidador preso ontem como o principal suspeito do crime e foi informada do resultado do laudo médico.

A filha, Maria do Santos, disse que a perícia achou sêmen nas partes íntimas da mulher e percebeu que além de estar sem calcinha, a calça jeans dela estava rasgada. A delegada que conduz o caso afirma que já pediu o exame para comparar o material colhido com o do cuidador preso e deve aguardar o resultado.

A família estar revoltada e tenta entender a motivação do crime. Eles contaram que o suspeito ainda ajudou a socorrer a vítima e estava no hospital quando as filhas chegaram. O caso segue sob investigação.

+ Policial