Ministério da Saúde inclui grávidas em vacinação após casos graves de covid

Por Portal do Holanda

17/04/2021 7h07 — em Brasil

Variente tem ação mais agressiva nas gestantes - Foto: Pixabay

O Ministério da Saúde publicou uma portaria em que recomenda que grávidas entrem na lista de vacinação contra covid-19. Ontem, a pasta recomendou que mulheres adiem a gravidez durante o pico da pandemia.

De acordo com a CNN Brasil, o secretário de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde, Rafael Câmara, informou que a pasta tem recebido muitos relatos de casos graves da doença em grávidas por conta da variante P1, descoberta em Manaus e espalhada por 52 países.

Vale lembrar que ainda não estudos suficientes sobre a vacinação em gestantes, mas o ministério avalia a decisão. “A visão clínica de especialistas mostra que a variante nova tem ação mais agressiva nas grávidas”. Ontem, a pasta recomendou que mulheres adiem a gravidez durante o pico da pandemia.

Além das grávidas, puérperas e lactantes com doenças pré-existentes também poderão se vacinar. A lista das comorbidades são: diabetes, hipertensão arterial crônica, obesidade, doença cardiovascular, asma brônquica, imunossuprimidas, transplantadas, doenças renais crônicas e doenças autoimunes.

Grávidas sem comorbidades também poderão se vacinar após uma avaliação de risco e benefícios. Ainda não foi informado as datas para a vacinação das gestantes.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Brasil