Lava Jato denuncia ex-advogado de Bolsonaro, Wassef por lavagem de dinheiro

Por Portal do Holanda

25/09/2020 14h04 — em Brasil

Frederick Wassef - Foto: Reprodução TV Globo

A Lava Jato denunciou nessa sexta-feira (25), o ex-advogado da família Bolsonaro, Frederick Wasssef, pelos crimes de lavagem de dinheiro e peculato.

De acordo com as investigações, Wassef operava um esquema de tráfico de influência que vigorava na Federação do Comércio de Bens e Serviços e Turismo do Rio de Janeiro (Fecomércio/RJ) na gestão de Orlando Diniz, ex-presidente do órgão que também foi denunciado.

No escritório de Frederick, os policiais encontraram várias movimentações financeiras suspeitas que somam o montante de R$ 4,5 milhões. Esse dinheiro teria sido desviado da Fecomércio e usado como pagamento ao advogado para que ele agisse pressionando funcionários públicos que atuavam no caso de processo contra Diniz.

Wassef teria sido escolhido justamente pela sua “habilidade” para tratar com escrivães da polícia.

Além dele e Orlando, a Lava Jato também denunciou outras duas advogadas por participação no esquema, são elas Luiza Eluf, dona do escritório que recebeu os valores e teria repassado a Frederick, e Marcia Carina Castelo Branco Zampiron.

Este não é o primeiro escândalo no qual o ex-advogado do presidente é envolvido. O mesmo já teria sido capa de notícias ao esconder  em ao menos duas de suas casas Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, envolvido em um esquema de rachadinhas.