Compartilhe este texto

Inscrição para o alistamento militar masculino termina em julho

Por Agência Brasil / Portal do Holanda

27/06/2022 15h41 — em
Brasil


Foto: Governo de São Paulo

Termina nesta sexta-feira (01/07) o prazo das inscrições para o alistamento militar obrigatório, de jovens do sexo masculino. O alistamento é gratuito, e deve ser feito de janeiro a junho do ano em o jovem completa 18 anos de idade. Depois desse prazo é preciso pagar multa.

O alistamento pode ser feito pela internet, no site: alistamento.eb.mil.br     ou em uma Junta de Serviço Militar, com o número do CPF e o preenchimento do formulário.

Quem estiver em débito com o Serviço Militar não pode obter passaporte, ingressar como funcionário ou empregado público, prestar exame ou se matricular em qualquer estabelecimento de ensino. Também fica impedido de obter carteira de trabalho e de registrar diploma.

Jovens que estejam na universidade, cursando medicina, farmácia, odontologia ou veterinária, podem pedir adiamento do serviço militar para depois da conclusão do curso. Nesse caso, eles servem depois, como oficiais temporários. 

Em regiões onde a quantidade de alistados é bem maior que as vagas nos quartéis os jovens podem ser dispensados. Foi o que aconteceu com o estudante de Educação Física Pedro Henrique Vasconcelos, do Distrito Federal, que se alistou em 2021 e pretendia ser selecionado. Ele comenta sobre a etapa de seleção:

Pessoas com deficiência também devem se alistar, mas podem apresentar parecer médico e solicitar o Certificado de Isenção. Isso também vale para quem é o único responsável pelo sustento da família.

Os jovens selecionados para o Serviço Militar podem desempenhar trabalhos em uma das três Forças Armadas: Marinha, Exército ou Aeronáutica. O serviço dura doze meses



O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Brasil

+ Brasil