Compartilhe este texto

Crime bárbaro: Criança encontrada morta em lixeira levou 35 facadas; suspeito é preso

Por Portal Do Holanda

29/05/2024 18h17 — em
Brasil


Foto: Reprodução

Sophia Ângelo Veloso da Silva, de 11 anos, a criança encontrada morta em uma lixeira após desaparecer a caminho da escola, foi assassinada com cerca de 35 facadas, no Rio de Janeiro. O suspeito, Edilson Amorim dos Santos, de 47 anos, foi preso após confessar o crime.

Edilson foi preso por estupro de vulnerável, homicídio e ocultação de cadáver. Ele é ex-cunhado do pai de Sophia. O crime chocou devido a crueldade contra a criança, que foi abusada, amarrada e esfaqueada 35 vezes na nuca, peito, pernas e costas. Após ser morta, a menina teve o corpo enrolado em uma lona e jogado em uma caçamba de lixo que iria ser triturado na usina do Caju. 

O corpo de Sophia foi encontrado em uma caçamba de lixo na Ilha do Governador na terça-feira (28). Um dia antes de ser encontrada, a menina havia saído por volta das 07h para ir a escola, que fica a 20 minutos de sua casa em um percurso a pé. 

Entretanto, a criança não chegou na escola e sua família percebeu seu desaparecimento por volta das 15h. Durante buscas pela região, a família conseguiu imagens de câmeras de segurança de um trecho da rua, que mostram Edilson andando ao lado da menina poucos minutos após ela sair de casa. 

Sendo o principal suspeito, a polícia realizou buscas na casa de Edilson, onde foi encontrado os shorts que Sophia usava quando saiu de casa, uma faca, e uma chave de fenda torta que estava com vestígios de sangue. Os peritos também encontraram marcas de sangue no banheiro da residência que foram reveladas pela substância luminol.

O homem irá responder por estupro de vulnerável, homicídio e ocultação de cadáver.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Brasil

+ Brasil