Bastidores da Política - Sobre atentado contra viatura da PC em Manaus. Sinpol critica Portal do Holanda: 'foi leviano'


Sobre atentado contra viatura da PC em Manaus. Sinpol critica Portal do Holanda: 'foi leviano'

Por RAIMUNDO DE HOLANDA

09/01/2022 17h38 — em Bastidores da Política

Na contramão do texto publicado nesta coluna, o SINPOL - Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Estado do Amazonas, divulgou nota em ataque ao Portal do Holanda, afirmando que fizemos  "ilações levianas" e que se falhas ocorreram na condução de detentos até o fórum Henoch Reis, cabe ao Estado a responsabilidade, não aos policiais que fizeram o traslado dos presos. Essa conclusão vem no sentido inverso do texto publicado.

Há um crescimento brutal das organizações criminosas em Manaus e a Polícia tem o dever de promover ações rápidas e eficazes para, no mínimo, conter os atos de vandalismo, as execuções e os atentados que vêm se tornando rotineiros.

Mas também é fato que há uma fronteira que separa as instituições das pessoas que a compõem.

O que a coluna abordou ontem referiu-se a indagações que toda a sociedade faz agora e que se inserem no fenômeno da violência e da criminalidade ora vivenciadas, especialmente em razão do último episódio que resultou no fuzilamento de custodiados dentro de uma viatura da Polícia Civil e, que, concretamente, representou um atentado contra o Estado.

A apuração dos fatos importa, sim, em procedimento que resulte na demonstração das omissões que ocorreram no transporte de presos em viatura da Polícia Civil, aparentemente sem nenhum planejamento e visivelmente sem nenhuma providência concreta que tenha sido tomada para a segurança dos custodiados antes ou durante o fatídico episódio. Os expurgos de maus servidores são, sim, necessários e  ocorrerão - espera-se - após as investigações.

O que defendemos é que prevaleçam os interesses da sociedade. Não estamos adotando, como afirma a nota do Sinpol, atitudes levianas e tampouco responsabilizando exclusivamente servidores por falhas estatais.

Havendo omissão de agentes públicos, caberá aos órgãos de controle a apuração dos fatos, não ao Sindicato.

Espera-se que a Polícia Civil, através de sua Corregedoria, tome a iniciativa de oferecer à sociedade as informações pertinentes ao caso.

Não deixa de ser louvável que o Sindicato dos Policiais tenha se manifestado, mas o sindicato não fala em nome da PC. Fala em nome de agentes sindicalizados. Nem representa o Estado, mas uma categoria isolada de servidores.

Portanto, com a palavra a Secretaria de Segurança e a Polícia Civil sobre os procedimentos internos adotados para apurar responsabilidades e as medidas disciplinares que poderão eventualmente ser tomadas..

NOTA 

O Portal do Holanda sempre estimulou o debate e abriu espaço para opiniões que divergem das suas. É a forma de estimular o debate, tão importante em tempo de negação da verdade objetiva. Por isso está publicando na íntegra duas notas do Sindicato dos Policiais em ataque ao próprio Portal e outra referente ao atentado à viatura da PC. Publica também abaixo nota da Federação dos Policiais Civis do Norte, na qual repudia o estado de violência em Manaus.

Raimundo de Holanda é jornalista de Manaus. Passou pelo "O Jornal", "Jornal do Commercio", "A Notícia", "O Estado do Amazonas" e outros veículos de comunicação do Amazonas. Foi correspondente substituto do "Jornal do Brasil" em meados dos anos 80. Tem formação superior em Gestão Pública. Atualmente escreve a coluna Bastidores no Portal que leva seu nome.