Bastidores da Política - O relatório impecável de Falcão e o começo do fim do governo  Wilson Lima


O relatório impecável de Falcão e o começo do fim do governo Wilson Lima

Por RAIMUNDO DE HOLANDA

20/09/2021 19h53 — em Bastidores da Política

Falcão parecia ter construído o seu  relatório em um momento de introspecção e raiva, um mergulho nos autos dos quais retirou o fel e o expôs para calar um plenário virtual, mas atento.

Quem acompanhou a íntegra do julgamento da denúncia contra o governador do Amazonas,  Wilson Lima e outros 13 acusados de peculato e organização criminosa, nesta segunda-feira, viu inicialmente as coisas se inverterem. Os advogados de defesa colocaram literalmente no banco dos réus o Ministério Público e a Polícia Federal, aos quais imputaram "cerceamento de defesa e abuso de denunciação criminal".

O advogado Nabor Bulhões foi além, ao revelar espanto com o teor da peça acusatória:  “O MPF foi transformado em um poder abusivo, utilizando a tática cruel e inadmissível do overcharging, da acusação excessiva”.

O advogado  do ex-secretário Rodrigues Tobias, Fabrício Parente, acusou a Polícia Federal de negar  acesso as provas e pediu que o julgamento fosse suspenso.

Até que entrou em cena o relator, ministro Francisco Falcão, com uma indisfarçável centelha nos olhos e espantosamente eloquente, desconstruindo a defesa e apontando os crimes praticados pelos réus.

Falcão parecia ter construído o relatório  em um momento de introspecção e raiva, um mergulho nos autos dos quais retirou o fel e o expôs para  calar um plenário virtual, mas atento.

Falcão parecia ferido, mas  voou  para além das expectativas dos próprios colegas.

Nada do previsível aconteceu a partir da leitura do relatório, aprovado pela maioria dos ministros. Wilson Lima não foi afastado, mas fica  mais fragilizado. Agora é réu juntamente com o vice Carlos Almeida e outras  12 pessoas, entre servidores e empresários  que teriam participado do esquema que a procuradora Lindôra Araújo chamou de “criminoso”.  Veja lista abaixo :

1. Wilson Miranda Lima – Governador do estado do Amazonas

2. Carlos Alberto de Souza de Almeida Filho – Vice-governador do estado do Amazonas

3. Rodrigo Tobias de Sousa Lima – Ex-secretário de Saúde do Amazonas

4. Alcineide Figueiredo Pinheiro – Servidor da Secretaria de Saúde do Amazonas

5. Dayana Priscila Mejia de Souza – Ex-servidora da Secretaria de Saúde do Amazonas

6. João Paulo Marques dos Santos – Servidor da Secretaria de Saúde do Amazonas

7. Perseverando da Trindade Garcia Filho – Servidor da Secretaria de Saúde do Amazonas

8. Ronald Gonçalo Caldas Santos – Servidor da Secretaria de Saúde do Amazonas

9. Márcio de Souza Lima – Servidor da Secretaria de Saúde do Amazonas
Cristiano da Silva Cordeiro 

10. Luciane Zuffo Vargas de Andrade

11. Luiz Carlos de Avelino Júnior

12. Gutemberg Leão Alencar

13. Cristiano da Silva Cordeiro 

14. Fábio José Antunes Passos

Raimundo de Holanda é jornalista de Manaus. Passou pelo "O Jornal", "Jornal do Commercio", "A Notícia", "O Estado do Amazonas" e outros veículos de comunicação do Amazonas. Foi correspondente substituto do "Jornal do Brasil" em meados dos anos 80. Atualmente escreve a coluna Bastidores no Portal que leva seu nome.