Bastidores da Política - O Amazonas precisa de um governador


O Amazonas precisa de um governador

Por

19/01/2021 21h16 — em Bastidores da Política

Na contramão do que o governador do Amazonas, Wilson Lima, dizia ao lado do ministro Pazuello, da Saúde, de que o problema do oxigênio estava normalizado e que o interior havia sido abastecido, 7 pessoas morriam por asfixia em Coari. Pior, o município acusou a Secretaria de Saúde de reter o cilindros que seriam destinados aos pacientes da cidade. O que demonstra que o governador “descompensou” de vez, não entende o problema vivido pelo Estado que governa ou fica inibido diante de autoridades federais a relatar o que de fato ocorre no Amazonas.

Em Manaus,  outros casos de mortes por asfixia foram registrados, apesar do movimento de artistas e parentes de vitimas internadas que fizeram um mutirão para levar oxigênio às unidades de saúde do Estado. Mas quanto mais chega, mais mortes são registradas.

O que esta acontecendo ? Nada. Absolutamente nada, apenas uma singular desorganização do governo na área da saúde, incapacidade de levar os cilindros até os leitos, falta de logística interna nos hospitais, desestruturados, abandonados,  verdadeiros centros de morte,  apesar do heróico esforço de enfermeiros e médicos para salvar vidas.

Wilson não governa, atua  como ventrículo nessa pandemia que já registrou até aqui 6.450 mortes, das quais 142 somente neste final de semana.   

O que o Amazonas precisa agora é de quem o lidere, de quem o comande, de quem atue de forma clara e transparente para evitar mais mortes. O Amazonas precisa daquilo que não tem : um governador.

Raimundo de Holanda é jornalista de Manaus. Passou pelo "O Jornal", "Jornal do Commercio", "A Notícia", "O Estado do Amazonas" e outros veículos de comunicação do Amazonas. Foi correspondente substituto do "Jornal do Brasil" em meados dos anos 80. Atualmente escreve a coluna Bastidores no Portal que leva seu nome.