Fábio Porchat se pronuncia sobre ataque com bombas na sede do Porta dos Fundos

Por Portal do Holanda

24/12/2019 19h17 — em Famosos & TV

Foto: Reprodução/TV Globo

Fábio Porchat usou sua conta oficial no Twitter, na noite desta terça-feira (24), para se pronunciar sobre o ataque realizado contra a sede do Porta dos Fundos.

"Não vão nos calar! Nunca! É preciso estar atento e forte...", escreveu o humorista, compartilhando a notícia sobre o ataque.

Nesta véspera de Natal, dois coquetéis molotov (explosivos) foram atirados na sede da empresa, que fica no bairro de Humaitá, no Rio de Janeiro. 

Em nota, a assessoria informou ao Uol que o incêndio foi controlado por um dos seguranças do local e que nenhum dos integrantes do Porta dos Fundos estava no momento do atentado.

 A Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro deve investigar o caso para chegar aos responsáveis pelo crime. O ataque foi registrado por câmeras de segurança do prédio e já foram enviadas às autoridades. 

"A perícia foi realizada no local e a equipe do Esquadrão Antibombas arrecadou fragmentos dos artefatos para análise. Diligências estão em andamento para esclarecer o caso", informou a Polícia Civil. 

O Porta dos Fundos também emitiu uma nota oficial comentando o caso, e dizendo que estão "confiantes que o país sobreviverá a essa tormenta de ódio e o amor prevalecerá junto com a liberdade de expressão". 

Leia a nota do Porta dos Fundos na íntegra:

"Na madrugada do dia 24 de dezembro, véspera de Natal, a sede do Porta dos Fundos foi vítima de um atentado. Foram atirados coquetéis molotov contra nosso edifício. Um dos seguranças conseguiu controlar o princípio de incêndio e não houve feridos apesar da ação ter colocado em risco várias vidas inocentes na empresa e na rua.

O Porta dos Fundos condena qualquer ato de violência e, por isso, já disponibilizou as imagens das câmeras de segurança para as autoridades, para o Secretário de Segurança e espera que os responsáveis pelos ataques sejam encontrados e punidos. Contudo, nossa prioridade, neste momento, é a segurança de toda a equipe que trabalha conosco.

Assim que tivermos mais detalhes, voltaremos a nos manifestar. Mas, por enquanto, adiantamos que seguiremos em frente, mais unidos, mais fortes, mais inspirados e confiantes que o país sobreviverá a essa tormenta de ódio e o amor prevalecerá junto com a liberdade de expressão.".