Compartilhe este texto

Prefeitura cancela show de Roberto Carlos no Pacaembu, mas não interdita estádio

Por Folha de São Paulo

19/04/2024 17h30 — em
Arte e Cultura



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O show do cantor Roberto Carlos no Mercado Livre Hall, no estádio do Pacaembu, zona oeste da capital paulista, foi cancelado oficialmente pela Prefeitura de São Paulo após veto do prefeito Ricardo Nunes (MDB) na tarde desta sexta-feira.

A prefeitura não autorizou a realização do evento depois da comprovação de falta de segurança durante vistoria conjunta dos Bombeiros e do Contru, o órgão o municipal que atesta a segurança das edificações.

A abertura dos portões para o show estava marcada para 19h, e por volta das 17h agentes da prefeitura foram ao local acompanhados de viaturas da Guarda Civil Metropolitana e da Polícia Militar com um auto de interdição.

Foi considerado o emprego de malotões de concreto para interditar o estádio e impedir a passagem do público -alguns caminhões com as barreiras chegaram a ir ao local. Mas a opção foi descartada após a prefeitura chegar em um acordo com a concessionária Allegra Pacaembu e com a produtora do evento, a Four Even, que concordou em cancelar o evento.

Ainda não há novas datas para a realização do show, disse a assessoria, em nota. "Mais informações sobre uma eventual nova data para o show, serão disponibilizadas nos canais oficiais da produtora do evento e da concessionária."

Sem os malotões, por ora, agentes da GCM estão em frente ao local, fazendo uma barreira para evitar a entrada do público.

Durante a tarde desta sexta, mesmo após o veto do prefeito, a concessionária e sua assessoria seguiam afirmando que o show estava mantido, alegando que ele seguiria todas as normas vigentes na cidade e que, por isso, não havia motivo para que fosse cancelado.

Após vistoria do Corpo de Bombeiros, um relatório da Polícia Militar apontou que uma série de problemas no local persistiram em visita ao local, incluindo saídas de emergência obstruídas e não concluídas, sinalização de rotas de fuga inexistentes, escadas pressurizadas inoperantes, portas das saídas de emergência sem barras antipânico, entre outros.

O show de Roberto Carlos, que faz 83 anos nesta sexta-feira, iria ocorrer para cerca de 3.000 pessoas no segundo subsolo da arena. O espaço, no entanto, não possui licença expedida pelos Bombeiros nem alvará.

O evento seria o primeiro espetáculo no local e ainda marcaria a abertura da turnê "Eu Ofereço Flores", que já tem programação marcada para outras capitais do Brasil, além de Estados Unidos e Europa. O show foi anunciado ainda em março, com ingressos entre R$ 800 e R$ 1.350.

A pressão pelo cancelamento movimentou a organização ao longo da semana, e a entrada do show chegou a mudar do portão 23, lateral, na rua Capivari, para o portão principal, para evitar que o público visse os materiais de construção.

Entre os trabalhadores e máquinas que atuam na reforma do estádio para a reabertura da arena, prevista para junho, o espaço subterrâneo funcionaria em caráter provisório para o evento. A expectativa é que, finalizado, ele tenha capacidade para 8.500 pessoas.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Arte e Cultura

+ Arte e Cultura